icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/06/2014
19:38

Principal nome brasileiro entre os meio-pesados do UFC na atualidade, Glover Teixeira ainda aproveita o merecido descanso após o confronto contra Jon Jones, em abril. A intensa batalha contra o americano, válida pelo título da divisão, deixou algumas marcas no lutador, que vem se recuperando de uma lesão no ombro direito. Nem mesmo a interrupção de uma sequência de 20 vitórias consecutivas fez com que a moral do mineiro ficasse abalada, e ele já projeta para breve seu retorno aos treinamentos.

Aos 34 anos, o atleta, que debutou no UFC em 2012, coleciona expressivas vitórias sobre Rameau Thierry Sokoudjou, Fábio Maldonado, Quinton "Rampage" Jackson e Ryan Bader. Com a calma que lhe é característica, Glover afirma que não pretende queimar etapas e faz questão de cuidar detalhadamente da lesão. Em quarto lugar no ranking oficial dos meio-pesados, ele projeta seu retorno aos octógonos a partir do mês de outubro.

- Minha recuperação está evoluindo muito bem. A minha melhora é visível e pretendo voltar a rotina de treinamentos no próximo mês, já estou fazendo um bom trabalho de fisioterapia e fortalecendo o ombro. Espero que meu retorno ao UFC aconteça entre outubro e novembro. Não me importo muito com a escolha do oponente, desde que esteja no top 5 da categoria - disse o lutador, através de sua assessoria de imprensa.

Batalhador, o lutador, que é natural de Sobrália (MG), não se dá por vencido e diz que seu foco está em uma nova disputa pelo título da divisão. Enquanto espera por seus próximos passos na organização, ele aproveita o tempo livre para curtir a família e ajudar os companheiros.

- Pretendo fazer mais duas lutas e provar que estou bem. Esses são os meus primeiros planos para disputar o cinturão da divisão novamente. Esse descanso está vindo em um ótimo momento, pude ficar mais tempo próximo da minha família e ajudar alguns amigos durante seus treinamentos - analisou o mineiro.

Glover foi superado por Jones em luta de cinco round's (FOTO: Divulgação/UFC)

Após afirmar recentemente que foi testado cinco vezes de surpresa pela Comissão Atlética de Nevada antes do combate contra Jon Jones, Glover Teixeira se mostra alheio às polêmicas dos últimos dias envolvendo os nomes de Wanderlei Silva, Vitor Belfort e Chael Sonnen.

- Sou a favor dos exames surpresas, sim. Na luta contra o Jon Jones, fui testado cinco vezes. Acho que esse tipo de conduta da Comissão visa deixar as lutas mais justas. Assim ninguém toma nada e todos ficam em igualdade de condições dentro do octógono - concluiu.