icons.title signature.placeholder Fábio Suzuki
10/06/2014
10:30

Neymar é craque tanto dentro como fora de campo. No mundo dos negócios, ele é disparado o jogador mais requisitado pelas empresas em aliar suas marcas à imagem do atleta. Alegre, carismático, inovador, confiável inspirador são alguns dos atributos citados pelas companhias que o patrocinam para investir milhões em ações publicitárias com o craque.

Atualmente, ele tem 11 patrocinadores, além de várias outras ações pontuais realizadas na mídia. Segundo o Controle da Concorrência, que monitora o mercado publicitário, ele lidera o ranking de aparições nos intervalos comerciais às vésperas da Copa com 2.502 inserções na mídia ficando à frente da modelo Gisele Bündchen (2.470) e do ex-jogador Ronaldo (2.202).

Entretanto, as coisas devem mudar após a Copa. O grande número de patrocínios era uma necessidade do Santos para segurá-lo no Brasil. Agora no Barcelona, Neymar se tornou um atleta global e o valor dos acordos deve aumentar.

– A tendência é que diminua o número de patrocínios e que os acordos sejam mais vantajosos, até para ele ter mais tempo livre – afirma Armênio Neto, que está à frente da MBA, braço de esportes da multinacional MediaCom, uma das empresas que negocia a imagem de Neymar globalmente.

A atuação da MBA junto ao craque é uma mostra do novo patamar de Neymar no mercado. Desde que o atleta foi para o Barcelona, há um ano, ela é a segunda empresa a negociar a imagem do atleta em outros países. A outra é a Doyen Sports, que cuida dos negócios do craque na Ásia e parte da Europa.

– É hora de colocá-lo em uma caixa mais luxuosa. Já fechamos melhores patrocínios e logo veremos um Neymar diferente – comenta Nélio Lucas, CEO da Doyen Sports, citando que o brasileiro tem potencial para superar David Beckham no mundo dos negócios.

– O Neymar nos ajuda a crescer dois dígitos por ano e sua ida para o Barcelona aumentou muito a visibilidade da marca – diz Renata Assis, gerente de marketing da Panasonic Brasil, que em 2013 prorrogou o acordo com o atleta até 2017.