icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/07/2014
14:37

O fim de semana foi de comemoração no Grêmio. O clube gaúcho voltou a vencer, após quatro jogos, e também voltou às redes. O meia Giuliano marcou o gol da vitória sobre o Figueirense, no Orlando Scarpelli, e admitiu que a comemoração foi exacerbada por conta da pressão que o clube vinha sofrendo. Além disso, revelou que o vestiário foi de cobrança, apesar da vitória.

Giuliano fez sua segunda partida oficial com a camisa gremista e já deixou sua marca. O meia foi o principal reforço do Tricolor na temporada e assume um papel de protagonismo no clube.

- Muito mais que o gol... Claro que a comemoração foi agradecendo a Deus, minha filha, estar voltando ao Brasil. Mas foi de desabafo, de tirar o peso e a pressão dos quatro jogos sem vencer. Foi algo individual, mas agregou a situação coletiva, da pressão.Descarregou, deu para lavar a alma naquele instante de comemoração - avaliou o camisa 88.

Depois do jogo, o técnico Enderson Moreira fez críticas ao segundo tempo de seus comandados, quando o Figueirense avançou e trouxe alguns problemas ao Tricolor. O meia afirmou que houve uma cobrança entre os próprios atletas sobre o rendimento da equipe, mesmo com o resultado positivo.

- Teve cobrança por parte do treinador e de nós jogadores. Reconhecer e valorizar a vitória, que foi difícil, e que nós precisávamos tanto. Ficamos tranquilos com o resultado, deu tranquilidade para trabalhar durante a semana. Tinhamos a obrigação de vencer. Essa cobrança é positiva, independente do resultado, muitas vezes o resultado esconde o que foi o jogo e os defeitos da equipe. É importante que nos conscientizemos taticamente e sabemos o que fizemos durante a partida para corrigir e não volte a acontecer - completou Giuliano.