icons.title signature.placeholder Carlos Alberto Vieira, Eduardo Mendes, Igor Siqueira e Michel Castellar
17/07/2014
13:02

Apresentado como novo coordenador das Seleções do Brasil nesta quinta-feira, Gilmar Rinaldi fez questão de mostrar respeito aos antigos integrantes da comissão técnica anterior. Sem querer, porém, ele criticou os métodos de trabalho de Luiz Felipe Scolari, ao definir o perfil do novo técnico que a CBF busca para assumir a equipe.

- Vou fazer uma coisa que gosto e o técnico também fará isso. Precisa estudar, se atualizar. Vamos assistir, além de jogos, treinamentos nos quais você vê algo diferente. É preciso interagir com outros técnicos. Não é copiar, mas é preciso saber o que está acontecendo e adaptarmos os métodos bem sucedidos ao nosso estilo, a nossa cultura. Respeitamos os limites que temos, mas vamos estudar para colocar tudo da melhor maneira - disse Gilmar.


Como espectador na Copa do Mundo deste ano, o ex-jogador revelou um fato que o desagradou em relação à Seleção Brasileira. A crítica não envolveu questões técnicas ou táticas, mas o comportamento dos jogadores antes do jogo diante da Alemanha.

LEIA MAIS:

> EXCLAMAÇÕES DO EDITOR: O dia em que a CBF disse "não" a Guardiola

            > CBF escolhe novo coordenador de Seleções

> Confira um perfil do novo coordenador

> Colunistas e jornalistas sugerem mudanças para o futebol

VOTE NA ENQUETE
> Gilmar Rinaldi é um bom nome para coordenar a Seleção? Vote!

O boné usado com hastag "Força Neymar" usado por todos os jogadores até a chegada ao Mineirão não foi bem visto por Rinaldi.

- Vou contar para que se entenda isso. O que estava escrito no boné (me incomodou). Tinha de ser: força, Bernard. A parte interna do futebol mexe muito com quem entra. Foi a única coisa que não achei que estava em sintonia. Até comentei com amigos e poderia ter sido outra frase - comentou.

A atitude foi forma encontrada pelo grupo para dar apoio a Neymar, que foi ficou fora da Seleção depois que sofreu uma fratura na vértebra, nas quarta de final, contra a Colômbia.