icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/04/2014
16:11

Depois de treinar e se despedir de Emerson Sheik, Gil foi até a sala de imprensa do CT Joaquim Grava para dar entrevista coletiva. O zagueiro do Corinthians, apesar de contar os bastidores do último contato com o atacante, afirmou que não houve o famoso "chororô" na hora do adeus.

- Não, não teve choro (risos). Ele veio ver a gente só. Tinha falado que viria aqui e desejamos boa sorte na nova caminhada - contou o camisa 4, qua agora verá o antigo companheiro antuando pelo Botafogo, por empréstimo, até o final desta temporada.

- É difícil. O Emerson está acostumado com o clube. São três anos aqui. Mas foi só a despedida da gente. É um cara amadíssimo pelo clube inteiro e vamos sentir saudade. Mas é o caminho que ele vai seguir. Esperamos que volte logo, porque é um cara que todo mundo gosta - completou.

Questionado como será marcar o ex-camisa 11 do Timão durante o Campeonato Brasileiro, por exemplo, Gil se mostrou por dentro do assunto e lembrou que no contrato de empréstimo existe uma cláusula que impede o Sheik de enfrentar o Corinthians.

- Não dá, o contrato não permite isso não. Ainda bem... - brincou o zagueiro.