icons.title signature.placeholder João Vitor Xavier
19/11/2013
13:47

A jornalista Olga Bardawill trouxe seu neto Henrique ao Estádio Centenario, mas quem ganhou o presente foi a própria. Quando os dois entraram pela porta do Museu do Futebol, que fica anexado ao campo, deram de cara com ninguém menos que Alcides Ghiggia, um dos maiores nomes do futebol mundial. O ex-jogador estava gravando um documentário para a TV uruguaia no local e foi muito solícito com um pequeno amontoado de fãs que brotaram ao ver sua presença.

Apesar de não gostar de futebol, Olga é fã de história. E, segundo a própria, poucas pessoas fizeram mais história no esporte que o próprio Ghiggia.

- Pouca gente foi capaz de fazer tanto com uma ação tão pequena. O gol do Ghiggia mudou o destino. Estava escrito nas estrelas que o Brasil ia ser campeão e ele mudou isso tudo. É um grande personagem e conhecê-lo foi emocionante - comentou a jornalista.

Ainda que não tenha visto Ghiggia em campo, Henrique também ficou feliz com o encontro. Foi ele quem insistiu para que a avó o levasse ao Centenario e os dois, acompanhado do uruguaio Cesar, turismólogo, que também se emocionou com Ghiggia.