icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/02/2015
20:47

Mesmo quando quer marcar o gol para dar a vitória ao time, Balotelli causa problemas. Foi o que aconteceu nesta quinta-feira, quando garantiu o triunfo do Liverpool em cima do Besiktas por 1 a 0, em Anfield Road. Os Reds tiveram um pênalti aos 40 minutos do segundo tempo, quando ainda estava 0 a 0, e Henderson, capitão na noite, deveria ter cobrado. Mas o camisa 45 colocou a bola embaixo do braço e bateu. Acabou sendo criticado por Gerrard, o dono da braçadeira, que foi poupado.

- Jordan (Henderson) deveria ter cobrado o pênalti, regras são regras. Deveria ter sido ele... Mario foi um pouco "levado" - disse o ídolo Gerrard, logo depois do jogo, em entrevista à emissora ITV:

- Jordan é o capitão e Mario demonstrou um pouco de desrespeito a ele, mas marcou um gol muito importante. Eu penso que seis ou sete jogadores gostariam de ter batido aquele pênalti, e se todos chegarem dizendo que querem bater? O que acontece? As regras existem por uma razão.

Liverpool venceu com o gol de Balotelli (Foto: Oli Scarff/AFP)

Porém, Gerrard pelo menos elogiou o gol de Balotelli, e ainda elogiou a atitude de Henderson, que deve ser o herdeiro definitivo da braçadeira de capitão após sua saída.

- Créditos para Mario, ele marcou o gol... Mas não é legal ver os jogadores debatendo. Acho que Jordan levou a situação muito bem. Ele viu que Mario queria muito fazer o gol e saiu de lá no momento certo - concluiu.