icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/06/2014
11:02

Por aquilo que viu do Palmeiras, Ricardo Gareca já sabe que terá trabalho para levar o time ao menos para a Copa Libertadores de 2015. Próximo de acabar a fase de análise das tribunas, o comandante reforçou a necessidade da chegada de reforços. Tobio e Lucas Pratto, ambos do Vélez Sarsfield (ARG) e comandados por ele na equipe argentina, estão na mira.

– Não é que não gostei (do que viu), até acho que o time não mereceu perder (contra o Botafogo), mas para a exigência do Palmeiras, que vem de dois rebaixamentos, precisamos de reforços. A torcida quer ver o time brigando em cima – falou o argentino, em entrevista à rádio do Vélez (ARG), de seu ex-clube.

Gareca e sua comissão técnica têm tido pouco contato com o elenco, deixando a função, por enquanto, ao interino Alberto Valentim. Houve uma conversa com alguns jogadores, mas outros ainda não falaram com El Flaco, como o centroavante Henrique. O comandante assume dia 13 de junho, quando o grupo volta da folga após a pausa para a Copa do Mundo.

Interino diz como Gareca vai encontrar o time do Palmeiras


O argentino por enquanto evita projetar o time na próxima Libertadores. Embora o Verdão esteja flertando com o G4 antes da pausa para o Mundial, ele prefere manter a posição de não fazer promessas. Questionado sobre um possível embate com o Vélez na Libertadores de 2015, Gareca respondeu:

– Temos um trabalho árduo no Palmeiras. A coisa não está muito bem, digamos. O Palmeiras tem que se classificar na Libertadores, algo que não é fácil, mas tomara que possamos estar na Copa. Não gostaria de pegar o Vélez, mas pelo destino quiser, vamos jogar – reforçou.