icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena e Thiago Ferri
16/07/2014
20:44

Enquanto Valdivia viaja nesta quarta-feira aos Emirados Árabes para assinar com o Al Fujairah (EAU), o técnico Ricardo Gareca já pediu um jogador para a sua vaga: Maxi Moralez, meia de 27 anos de idade, da Atalanta (ITA). A dupla trabalhou junto no Vélez Sarsfield (ARG) e conquistou o Campeonato Argentino duas vezes, em 2009 e 2011.

Com 1,60m de altura, Moralez foi o artilheiro em 2011, e seguiu no mesmo ano para o clube italiano, que pagou à época US$ 8 milhões por ele. Seu vínculo é válido até o fim de junho de 2015. Ainda com El Flaco no comando, o Vélez chegou a cogitar recontratar o armador no ano passado, mas considerou seu salário alto.

Nas quatro temporadas que disputou na Itália, nunca fez menos do que 31 jogos. No total, são 98 partidas pela Atalanta e 12 gols. O Palmeiras agora estuda o nome para um dos três setores que ainda deve reforçar. Um centroavante (Facundo Ferreyra e Lucas Pratto são as opções) e um volante seguem na pauta alviverde.


O meia, campeão do Mundial sub-20 com a Argentina em 2007, é opção para um setor desfalcado. Além do Mago, vendido por R$ 16,6 milhões (o Verdão ficará com R$ 10,5 milhões), Marquinhos Gabriel está indo para o Al Nassr (SAU).

Este é o quarto jogador pedido por Gareca que já trabalhou com ele no Vélez (ARG). Para a zaga, Fernando Tobio foi contratado (estava até o fim de junho no clube argentino). No meio, Augusto Fernández, hoje no Celta de Vigo (ESP) e seleção argentina, mas comandado por El Flaco no time de Liniers, foi analisado. O alto valor, 6 milhões de euros (R$ 18 milhões), inviabilizou o negócio.

Para o ataque, tanto Facundo quanto Pratto jogaram com o técnico na Argentina, mas apenas o primeiro foi um pedido seu - o último estava na mira desde Gilson Kleina. Em compensação, Pablo Mouche nunca trabalhou com Gareca, assim como Carlos Carbonero, volante da seleção colombiana. Embora ao Verdão o jogador tenha dito que irá para a Europa, o presidente do River Plate (ARG), Rodolfo D'Onofrio, time pelo qual  atuou na última temporada, ainda aguarda para saber se ele ficará no time ou seguirá para o Velho Continente. O Palmeiras já o descartou.