icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/06/2014
15:44

De olho em reforços, Ricardo Gareca espera ter até duas novidades para o ataque palmeirense. O técnico, que assume o Verdão nesta segunda-feira, deu entrevista na Argentina na qual falou sobre a esperança de trabalhar de novo com Lucas Pratto, comandado por ele no Vélez Sarsfield (ARG), mas distante graças alto valor pedido pelos argentinos. Pablo Mouche, ex-Boca Juniors (ARG), é o outro atacante que negocia.

- Um ou dois (atacantes) podem chegar a qualquer momento. O Lucas (Pratto) tem uma possibilidade, é um jogador que me encanta, mas já estavam falando dele há algum tempo aqui. Não tive conversas com ele - falou o comandante alviverde, em entrevista para a rádio Yo Fortín.

Pratto passou a ser analisado no Palmeiras desde a saída de Alan Kardec para o São Paulo, por ter estilo de jogo parecido com o do centroavante agora rival. Seu vínculo até 2016 com o Vélez, porém, atrapalha: o time de Liniers pediu 4,5 milhões de euros (R$ 13,8 milhões) e só aceita negociar os 100% dos direitos do atacante argentino.

A quantia é considerada muito elevada para o Palmeiras, que já teve duas ofertas recusadas: uma por empréstimo, e outra por 50% dos direitos do atleta de 25 anos, na qual ofertou 2,5 milhões de euros (R$ 7,6 milhões). O Valencia (ESP) também quer Pratto, mas o jogador se animou com a possibilidade de trabalhar com Gareca mais uma vez. Para o acordo sair nos moldes desejados pelo Vélez, o Alviverde depende da ajuda de um investidor e por isto está pessimista.


Pablo Mouche, por sua vez, seria um complemento do hermano, pois é um segundo atacante. Aos 26 anos, o atleta do Kayserispor (TUR) também gostou do interesse palmeirense, e seu estafe está na Turquia tentando viabilizar o negócio. Seu contrato com os turcos é válido até junho de 2016 - o clube pagou em 2012 ao Boca 3,5 milhões de euros (cerca de R$ 10 milhões) por 70% de seus direitos.

Por enquanto, o único reforço da era Ricardo Gareca é Fernando Tobio. O zagueiro de 24 anos foi comandado por ele no Vélez e tem contrato com o clube argentino até o fim do mês. Ele já tem tudo acordado com o Verdão para acertar um vínculo de cinco anos. Para a lateral-direita, Cicinho é uma das opções estudadas.