icons.title signature.placeholder Marcio Porto
15/07/2014
13:16

Rogério Ceni, Alvaro Pereira, Kaká, Ganso, Pato e Luis Fabiano. Eles ainda vão esperar para atuar juntos pelo São Paulo, mas pelo menos nas brincadeiras os grandes nomes do elenco já fazem a festa no São Paulo. Nesta terça-feira, no tradicional rachão que antecede as partidas, os citados ficaram no mesmo time e deitaram e rolaram sobre os companheiros.

A cada gol do time sem colete, são-paulinos lembrava do vexame da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, da derrota de 7 a 1 para os campeões mundiais e disparava, aos risos:

- Mais um gol da Alemanha!

E foi um montão deles. "Intruso" entre as estrelas, meia-atacante Ewandro, de 18 anos, fez cinco. Fabuloso também deixou os seus e depois embalou a comemoração com a vitória, puxando o "parado na esquina", como costuma comemorar seus gols.

Foi o primeiro rachão de Kaká desde seu retorno ao clube, após 11 anos na Europa. E ele caiu logo na panela. Das grandes contratações do time este ano, só Alan Kardec jogou do outro lado, no time de colete. E sofreu. Os jogadores perderam as contas do placar, mas passou de dez.

O rachão encerrou a preparação do São Paulo para o duelo contra o Bahia, nesta quarta-feira, na Arena Fonte Nova. A equipe ocupa a quarta colocação do Campeonato Brasileiro, com 16 pontos, três a menos do que o líder Cruzeiro. O técnico Muricy Ramalho ainda não poderá contar com Kaká e Luis Fabiano, aprimorando a parte física. Os demais estão liberados.