icons.title signature.placeholder Bruno Andrade e Marcio Porto
22/06/2014
12:48

Louis Van Gaal, técnico da Holanda, segue fazendo mistério: nada de revelar os onze titulares para o confronto com o Chile, segunda-feira, às 13h, na Arena Corinthians, em São Paulo. As duas seleções têm seis pontos e brigam pela liderança do Grupo B da Copa do Mundo. Enquanto o treinador tenta esconder o jogo, a imprensa holandesa faz de tudo para descobrir o time.

- Não quero que o adversário descubra o nosso time antes da hora. Mas, depois dos últimos treinos, a imprensa holandesa fica tentando descobrir o time, vai ficar atrás disso hoje também (domingo). Eu não gosto disso, esse tipo de coisa funciona contra nós. Nós, holandeses, devemos estar do mesmo lado. Infelizmente, não está sendo assim - criticou.

- Não quero revelar minha decisão (time titular), isso é um procedimento normal. Tenho uma seleção muito boa e com excelentes opções - complementou.

Para o jogo contra os chilenos, a Holanda não poderá contar com Bruno Martins Indi, que se recupera de uma concussão, e Van Persie, suspenso por ter levado o segundo cartão amarelo. Clasie e Depay, respectivamente, surgem como principais opções. Mas os jornalistas cogitam outra formação: no meio, Leroy Fer e Wijnaldum podem entrar nas vagas de De Guzmán e Clasie, e Kuyt no lugar de Depay.

Com ou sem segredos, a seleção da Holanda já está classificada às oitavas de final. Os holandeses vão enfrentar na próxima fase Brasil, Croácia ou México, que lutam por duas vagas no Grupo A.

- Evitar cruzar com o Brasil? Eu, sinceramente, quero ser sempre o primeiro do grupo. Isso não tem nada a ver com enfrentar o Brasil ou não. Mas é claro que o Brasil não deve querer enfrentar a Holanda. Estamos jogando bem e marcando gols fantásticos, estamos jogando um futebol agressivo. Aliás, a mídia holandesa precisa se convencer disso também. Os nossos jogadores gostam de jogar com ofensividade. Tenho muito orgulho disso - finalizou.