icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/02/2015
19:34

A criação de uma Agência Reguladora do Futebol foi tema de consenso na reunião de hoje, em Brasília, do grupo interministerial formado pela presidente Dilma Rousseff para estudar a reforma do futebol brasileiro, com jornalistas e especialistas convidados pelo Palácio do Planalto. Com a presença dos ministros Aloízio Mercadante, da Casa Civil, e George Hilton, do Esporte, o encontro teve a participação dos jornalistas Juca Kfouri, do UOL, Folha de São Paulo e Rádio CBN, Erich Beting, da Máquina do Esporte, Paulo Calçade, da ESPN e Walter de Mattos Junior, fundador e editor do LANCE!, além de Marcelo Campos Pinto, diretor da Rede Globo.

Entre as atribuições da nova agência estariam a fiscalização das leis de equilíbrio financeiro, fiscal e de boa gestão dos clubes, o cumprimento do Estatuto do Torcedor e a segurança nos estádios. Para o ministro Mercadante, foi o reconhecimento do futebol com um importantíssimo setor econômico, e fundamental na cadeia produtiva, que levou a presidente Dilma a tratar o assunto como prioritário e criar o grupo de trabalho que estuda as reformas.

Esta foi a terceira reunião do grupo interministerial que já colheu também sugestões de outros segmentos ligados ao futebol, como dirigentes de clubes e da CBF, treinadores, preparadores físicos e atletas que formam o grupo Bom Senso Futebol Clube. O ministro chefe da Casa Civil garantiu aos jornalistas que outras interações ainda irão ocorrer e que o texto final da MP da reforma do futebol será enviado a todos, para uma apreciação final, antes de seguir para o legislativo.O funcionamento da agência seguiria modelo semelhante aos que já existem em setores fundamentais da economia, como telecomunicações, transportes, petróleo, energia e saúde, sempre focado no cumprimento de normas para garantir o bom atendimento do consumidor. De acordo com Mercadante, uma vez incluída no texto das reformas, junto a outras deliberações, a criação da agência seguiria para o congresso através de uma Medida Provisória.