icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/11/2013
14:37

Um funcionário que não teve sua identidade revelada deu seu depoimento sobre o acidente ocorrido na manhã desta quarta-feira na Arena Corinthians, onde um guindaste usado para a colocação da última peça metálica da cobertura do prédio sul do estádio desabou sobre o painel de led da obra e alguns caminhões que estavam próximos do local. O corpo de bombeiros alega que ao menos duas pessoas faleceram, mas o trabalhador diz que já viu quatro falecidos.

- Era a última peça que estavam subindo, mas na hora que aconteceu a maioria dos funcionários estava em horário de almoço. A peça girou, caiu em cima, atingiu o rapaz do caminhão, que morreu na hora. No total podemos ver aqui quatro mortos - disse, em entrevista à TV Record.

- Podem ser diversos fatores (que causaram o acidente). Uma peça desta foi encaixada, mas estava mais perto do local. Esta, não, o guindaste teve que andar bastante com ela, ficou um tempo parado. Começou o processo 11h20 da manhã e o acidente aconteceu por volta de 12h50, então ficou mais de uma hora com ela. Poderia ter sido pior - acrescentou.

De acordo com ele, 150 pessoas trabalhavam no setor, mas muitas delas estavam em horário de almoço no momento do acidente. Esta era a última peça que deveria ser colocada no local, mas houve o desabamento porque o solo cedeu. De acordo com o funcionário, era falado da pressa em completar a obra do estádio que abrirá a Copa do Mundo de 2014 e está previsto para ser entregue no início de 2014.

- Era a última peça que tínhamos que colocar no local e uma coisa que comentamos era a pressa que estava. Como choveu a semana toda, geralmente eles colocam pedra no chão ali, mas desta vez não foi desta forma. Foi um pouco mais corrido. Se você olhar de cima, não tem noção do que está aqui embaixo - completou.

Exclusivo! Imagens da Arena Corinthians logo após o desabamento