icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/03/2014
20:21

Quem estava acostumado a ver Bellini todos os dias representado pela estátua em frente ao Maracanã, ficou surpreso e sentido com a morte do ídolo no fim da tarde desta quinta-feira, em São Paulo.

O empresário Ricardo Simas é fã de futebol e faz corrida em frente à homenagem ao capitão de 58.

- É uma perda muito grande. Ele já foi o cara da nossa seleção, o nosso capitão. Fico até arrepiado de falar nele porque para mim futebol é tudo. Sou muito fã. Quando soube da morte dele fiquei muito sentido, e nem sou da família. Não vi ele jogar, mas vi os lances e sei que ele foi o cara.

A estudante Pauline Azevedo, que também é fã de futebol, disse que ficou "mexida" com a morte de Bellini.

- Foi uma pessoa muito importante para o futebol e fico triste, pela pessoa e pela história do Bellini.

O casal Izabella e Edmilson costuma levar os cachorros para passear no Maracanã. Mesmo não sendo fãs de futebol, sentiram a morte.

- O fato de ter morrido, para quem gosta de futebol, é triste. Sentimos mais pelo ser humano.

O argentino Cristian Vichegas tirava foto de Bellini, mas não sabia da morte do ex-zagueiro.

- Não sei quem é. Não conheço nada sobre ele. Morreu? É uma pena - disse solidário e esquecendo a rivalidade.

Menos um herói! Bellini é homenageado no Rio de Janeiro

LEIA MAIS:

> Campeão do mundo em 58 e 62, Bellini morre aos 83 anos
> Um brinde a Bellini. Ergamos nossas taças!
> Bellini recebe homenagem do Maracanã, de clubes e da CBF