icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/11/2014
20:40

No próximo sábado, Fred enfrenta o Botafogo pela 16ª vez com a camisa do Fluminense. Entre os grandes do Rio, o Alvinegro é a principal vítima do camisa 9. Ao todo, foram 10 gols em 15 jogos (média de 0,66 gol por jogo, mesma média de gols que ostenta depois da Copa do Mundo), quatro a mais do que marcou contra o Vasco e seis a mais do que contra o Flamengo. O capitão tricolor comentou sobre a situação atual do rival.

- Sabemos da situação delicada que vive o Botafogo, mas não podemos nos preocupar com isso e temos até que tirar proveito do momento do nosso rival para conseguir os três pontos. Queremos chegar à Libertadores no ano que vem, e esse jogo de sábado é fundamental para isso. É pouco provável, mas, se houver uma combinação de resultados, podemos entrar no G4 já nesta rodada. Faltam cinco rodadas para o fim do Brasileirão e a hora de entrar na zona de classificação é agora - disse.

Fred também falou sobre a expectativa de disputar mais um clássico e afirmou que partidas assim acabam motivando ainda mais os jogadores a conquistar os objetivos. No caso do camisa 9, marcar gols:

- Acho que todo jogador gosta de atuar principalmente nos grandes clássicos, como é um Fla-Flu, um Vovô e um Fluminense e Vasco. A gente já entra motivado em qualquer jogo, mas, quando é um clássico, a animação é ainda maior. A expectativa e a adrenalina são imensas, então acaba que nos esforçamos muito mais para conseguir os objetivos, e os meus são os gols, além de ajudar a equipe. Acho que é por isso que acabo me destacando mais nos clássicos desde a época em que jogava no América e depois no Cruzeiro.

Com 27 partidas realizadas e 14 gols marcados no Campeonato Brasileiro, Fred está atrás apenas de Henrique, do Palmeiras, na artilharia da competição. O palmeirense balançou as redes 15 vezes em 28 jogos.