icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/11/2014
21:06

Nem parecia que o Fluminense havia acabado de vencer o Corinthians, por 5 a 2, com boa atuação no Maracanã. Com os dois gols marcados de pênalti, o atacante Fred isolou-se na artilharia da competição, com 17, e agora tem dois de vantagem para Henrique, do Palmeiras, e Ricardo Goulart, do Cruzeiro. Entretanto, a partida deste domingo era quase protocolar, já que o time não tem mais chances de se classificar para a Libertadores. Na saída de campo, no lugar da alegria por mais um bom desempenho, o capitão fez um grande desabafo sobre diversos problemas e, entre eles, citou com veemência o protesto de um grupo de torcedores no sábado, nas Laranjeiras, que teve no camisa 9 o alvo principal.

– Tem seis anos que estou no Fluminense. A maioria das vezes que me desgastei foi para defender o clube e esses jogadores. Só que algumas vezes a imprensa tem que ter responsabilidade. Aquele bando de 10 pessoas que foi fazer aquela palhaçada não representa a torcida do Fluminense. Me garanto dentro e fora do campo junto com meus jogadores e diretoria. Se tiver ruim, se a torcida tiver de saco cheio, pego a minha viola, ponho dentro do saco e vou me embora – disse o jogador, ainda comentando os problemas de pagamento em atraso do clube e a montagem do time para o ano que vem:



– Eu tenho 20 meses de direitos de imagem atrasado e nunca falei pra ninguém. Mesmo assim, me dedico. Nunca tive problema de me expor. Me garanto dentro e fora de campo, passando por adversidade técnica ou não. Temos sete jogadores que não terão o contrato renovado porque tem um ano e meio que não renovaram o contrato deles e teremos perdas grandes. Fico com essa revolta porque é um clube que dá para organizar. Aí o Cristóvão é ruim, jogador é ruim e ninguém faz nada.

E MAIS
> Cristovão tem certeza que time do Flu ano que vem será mais fraco
> ATUAÇÕES: Fred brilha e Fábio Santos tem tarde para esquecer