icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/11/2014
22:22

O Fluminense viu o G4 do Campeonato Brasileiro ficar mais distante com a derrota para a Chapecoense, nesta quinta-feira, no Maracanã. Se alguma coisa boa pode ser tirada da partida foi a aparição dos jogadores para comentar sobre o revés. Os atletas se manifestaram e deram explicações.

Fred, ainda de cabeça quente com o placar, revidou as críticas da torcida, que encheu o Maracanã e não poupou vaias ao desempenho dos jogadores. Em alguns momentos, os gritos de “olé” eram entoados a cada troca de passes dos visitantes.

– O torcedor, quando ganhamos, aplaude. Quando perdemos, somos um time sem-vergonha. Depois, viramos time de guerreiros novamente. Isso daí faz parte – criticou o camisa 9 sobre as oscilações de humor da arquibancada de acordo com os resultados, para emendar:

– Respeitamos o torcedor, mas se venho ao estádio torcer, independentemente de o meu time estar ganhando ou perdendo, não vou gritar “olé” para o adversário.

E MAIS
> Confira os próximos desafios do Fluminense no Brasileiro
> Atletas da Chape mantêm cautela após vitória: 'O bicho está pegando'
> ATUAÇÕES: Bruno Silva e Camilo são os destaques da Chape contra o Flu

Cristovão Borges também foi alvo por parte das arquibancadas, sendo mais uma vez chamado de “burro”. Ele procurou ser compreensivo:

– Quando se perde um jogo dessa forma, não pode contestar. Se estivesse na arquibancada, também reclamaria. A insatisfação é normal. Todos estamos bastante chateados. Cada um reage à sua maneira. E a torcida tem o direito.