icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/04/2014
08:02

Irritado com Peter Siemsen após a decisão de demitir o técnico Renato Gaúcho, o presidente da Unimed-Rio, Celso Barros, reclamou bastante na imprensa sobre a postura do mandatário tricolor e cogitou encerrar a parceria de 15 anos com o Fluminense no fim do ano. Líder do time tricolor, o atacante Fred espera que a crise na relação seja superada pelo bem do Flu.

- A gente faz de tudo para não afetar o ambiente entre nós no dia a dia. Sabemos que a parceria é sempre bem-vinda porque ajuda. A maioria dos jogadores tem a participação da Unimed, temos um carinho pelo doutor Celso. A gente torce para eles se acertatem o mais rapidamente possível, porque é bom para o Fluminense. O clube está acima dos jogadores, dos diretores. O melhor para o Fluminense é o doutor Celso e Peter estarem bem, se respeitando - disse Fred, em entrevista à Rádio Globo.

E MAIS
> Flu atende demanda de Fred e corta qualquer ajuda às torcidas organizadas

L!TV
> Gum revela ultimato por renovação e diz que tem sondagens
> Só um susto! Fred treina normalmente mas sai de campo com gelo na perna
> Vai ser o cara! Wagner pode virar protagonista do Fluminense


Criticado por parte da torcida pelo desempenho ruim nesta temporada, Fred fez uma autocrítica e disse que está aquém do próprio auge. No entanto, o camisa 9 reclamou de quem acha que ele esteja tirando o pé de algumas divididas para se poupar para os jogos da Seleção Brasileira.

- Nos últimos seis jogos, fiz cinco gols, mas nosso time não se classificou e em alguns jogos não fui tão bem. Tenho minha autocrítica e sei que está faltando muita coisa para estar no meu auge. Essa insatisfação vem de mim, de cada jogador e do grupo inteiro. A gente está buscando essa evolução, mas está difícil. Sentimos uma diferença nesse jogo. O Cristovão trabalhou intensamente, compactando o time. E, para mim, que sou atacante, facilita, pois fico mais perto do gol.