icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/11/2013
07:57

A ausência de um ídolo pode provocar diversas reações na torcida e na própria equipe. A situação se agrava quando esse ídolo é, normalmente, o homem gol do time e capitão também. Assim tem sido o ano para Fred e Fluminense, que na partida de domingo, diante do Santos, às 17h, em Presidente Prudente, completa um turno inteiro do Campeonato Brasileiro sem entrar em campo. Isso representa nada menos do que 19 partidas ou 83 dias sem o camisa 9.

Para piorar a situação, que já não é boa, Fred, com a lesão, não marca há 107 dias, quando fez um gol no empate em 1 a 1 diante do Vitória, pela 12 rodada do Brasileirão. Na temporada, o camisa 9 tem 25 jogos, 11 vitórias, cinco empates, nove derrotas e cinco gols marcados.

E MAIS
- Diego Cavalieri: 'Não podemos deixar para decidir na última rodada'
- Sobis minimiza retrospecto ruim do Fluminense fora de casa

Como foi antecipado pelo LANCE!Net, na avaliação do departamento médico do Fluminense, o goleador está 70% recuperado e teria condições de ir a campo no sacrifício. A recuperação física neste ano está descartada, por conta de um edema constatado próximo ao local da lesão, o músculo reto femural da perna direita.

Sem atuar há cerca de um terço do ano, Fred terminará pela primeira vez uma temporada sem ser o artilheiro da equipe. Desde que chegou ao Fluminense, em 2009, o capitão sempre foi o principal goleador, mas, desta vez, perderá o reinado para Rafael Sobis.

- Nós seguimos igual como foi todo ano. Altos e baixos. Vencendo e perdendo. Fred faz falta, mas não podemos ficar lamentando. Temos que viver sem ele. Se o ele estivesse jogando, teria muito mais gols e, com certeza, estaríamos numa situação melhor - disse Sobis, artilheiro do Fluminense na temporada, com 16 gols. 

Fred é o 12º jogador que mais marcou gols pelo Fluminense. Ele fez 112 gols desde a sua estreia, em 15 de março de 2009.