icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/02/2015
18:18

Nome relacionado à Lista Falcione, o atacante Forlán se defendeu publicamente nesta terça-feira. A relação inclui cerca de 100 mil clientes da filial suíça do banco HSBC com contas escusas e bens não declarados. O jogador uruguaio acredita que teve o nome mencionado por ser uma pessoa pública.

- Sempre tive e tenho organizadas minhas finanças, de forma a cumprir com todos os impostos dos diferentes lugares em que trabalhei, vivi, tive e tenho bens. Por isso, confirmo que não faço parte dessa suposta investigação e que meu nome foi usado simplesmente por eu ser uma figura pública e mundialmente reconhecida - afirmou o uruguaio, melhor jogador da Copa de 2010.

E MAIS

HOME: Veja as últimas notícias do futebol internacional
Felipe Melo: 'Tenho o estilo da Premier League'

Os nomes foram obtidos por Hervé Falciani, ex-funcionário do banco, que colabora com a Justiça desde 2009. O total do dinheiro movimentado para o país teria ultrapassado a marca de US$ 100 bilhões (R$ 280 bilhões). E os valores, enviados para o banco na Suíça entre 2005 e 2007, nem sempre foram declarados.

O ex-funcionário do banco disse em seu relatório que o HSBC dava consultoria sobre como as pessoas da lista deviam fazer para evitar a legislação fiscal de seus países.

Além de Forlán, Fernando Alonso e Schumacher são outros nomes do esporte na lista fornecida pelo ex-funcionário.