icons.title signature.placeholder Francisco Abrão
27/04/2014
17:57

O jogo deste domingo, em Uberlândia, no estádio Parque do Sabiá, tinha tudo para ser excelente, mas não passou de um magro 1 a 1 entre Cruzeiro e São Paulo. O confronto, que costuma ter algum atrativo a mais para o público - como os recordes quebrados por Rogério Ceni e os confrontos decisivos entre os dois times pela Copa Libertadores -, dessa vez pouco empolgou.

Em 2013, o São Paulo lutava contra o rebaixamento e o jogo contra o Cruzeiro foi crucial para a recuperação do Tricolor. Na ocasião, a equipe paulista ganhou por 2 a 0 dentro do Mineirão. Neste ano, a partida não tinha grandes atrativos para as equipes, mas poderia ajudá-las a conseguir uma boa colocação na tabela antes da parada para a Copa do Mundo.

Na primeira etapa, o São Paulo até esboçou uma marcação por pressão, mas quem teve o domínio inicial foi o Cruzeiro. A equipe de Minas deu chutes ao gol com Willian e Júlio Baptista, mas nenhum com grande perigo. O Tricolor, que apareceu poucas vezes no campo de ataque, teve sua primeira finalização aos 15 minutos, com o jovem Boschilia. Aos 16, Douglas, com dores na coxa, deu lugar à Luis Ricardo, não modificando o esquema tático. Esquema este que ainda vem sendo testado por Muricy Ramalho, já que deu certo nas vitórias sobre Botafogo e CSA-AL e nem tão certo na derrota para o CRB-AL.

Poucas finalizações e alguns passes errados caracterizaram o primeiro tempo: 0 a 0, sem grandes emoções e de ritmo lento.

Já o segundo tempo, que parecia começar do mesmo jeito, teve a Raposa abrindo o placar logo aos cinco minutos, com Julio Baptista, em cobrança de falta frontal à área, cometida por Rodrigo Caio em cima de Willian. Tendo a vantagem do placar, o Cruzeiro continuou fazendo seu jogo de passes e chutes de longa distância, sem se arriscar muito.

O São Paulo não conseguia fazer jogadas e entrar na fechada zaga cruzeirense - nem a entrada de Osvaldo, no lugar de Boschilia, conseguiu dar velocidade ao time. Mas, no final do jogo, em lance de bola parada, em falta cobrada pelo atacante, Antônio Carlos, o zagueiro artilheiro, conseguiu empatar o jogo e livrar o Tricolor de conhecer a primeira derrota na competição.

Na rodada seguinte, a equipe do São Paulo recebe no próximo sábado, no Pacaembu, o time do Coritiba. O Cruzeiro viaja até o Paraná para encarar, tambem no sábado, o Atlético-PR.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 X 1 SÃO PAULO

Data e horário: 27/4/2014, às 16h
Local: Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG)
Árbitro: Wágner Magalhães (RJ)
Assistentes: Fabrício da Silva (FIFA/GO) e Cristhian Sorence (GO)
Público e Renda: Não disponível
Cartões Amarelos: Alvaro Pereira (SPO); Samudio (CRU)

GOLS: Júlio Baptista, aos 5'/2ºT (1-0); Antônio Carlos, aos 47'/2°T (1-1)

CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Mayke, 24'/2ºT), Bruno Rodrigo, Dedé e Samudio; Henrique, Lucas Silva, Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart; Willian (Nilton, 28'/2ºT) e Júlio Baptista (Borges, 23'/2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas (Luis Ricardo, 15'/1ºT), Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Alvaro Pereira; Souza, Maicon (Hudson, 24'/2ºT), Ganso e Gabriel Boschilia (Osvaldo, 14'/2ºT); Alexandre Pato e Luís Fabiano. Técnico: Muricy Ramalho.