icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/06/2014
07:07

A Copa do Mundo para Valdivia acabou nas oitavas de final, com três jogos disputados (um como titular) e um gol marcado. Já em São Paulo (SP) com a família, o jogador ganhou um período de descanso no Palmeiras até esta quinta-feira e agora começa a definir seu futuro. Um bom Mundial era visto como a oportunidade para negociar o jogador, que tem vínculo até agosto de 2015 e já demonstrou interesse de retornar para a Europa.

Quando entrou em campo, o armador não foi mal, mas acabou pouco utilizado por Jorge Sampaoli - foram 93 minutos no total. No mesmo dia em que a Seleção Brasileira bateu o Chile nos pênaltis, partida em que não saiu do banco, o camisa 10 logo pegou um avião para a capital paulista. Ele não se juntou ao grupo em Atibaia (SP) também porque quando os jogadores alviverdes estavam de folga, Valdivia já se preparava com La Roja para jogar a Copa no Brasil.


Aos 30 anos, o meia possui 218 jogos com a camisa palmeirense, 41 gols e pode assinar um pré-contrato com uma nova equipe a partir de janeiro, deixando o Verdão de graça ao término do seu vínculo. Dono de um salário de quase R$ 500 mil, o jogador gerou uma transação muito onerosa para o Alviverde: já superou os R$ 36 milhões, valor ainda não quitado por completo.

O conselheiro Osório Furlan, que investiu seu próprio dinheiro para ajudar o Verdão a tirá-lo do Al-Ain (EAU), é dono de 36% dos direitos econômicos de Valdivia e já avisou a Paulo Nobre que desejava vendê-lo após a Copa do Mundo. O Palmeiras (detém 54%) e o jogador (10%) concordam com ele, dono de duas passagens frustradas pelo Velho Continente, por Servette (SUI) e Rayo Vallecano (ESP).


Um pouco antes de seguir para a seleção chilena, o Mago acertou com o empresário Wagner Ribeiro, o qual já disse ter um cliente que está 'na mira' de diversos times europeus, além de que La Roja foi bastante estudada por conta dos interessados no armador. A janela de transferências para o futebol internacional reabre apenas em 14 de julho e por enquanto Valdivia não falou sobre seu futuro. Ele, porém, postou a seguinte mensagem em seu Instagram após a eliminação do Mundial.

"Agradeço por aquilo vivido, ao torcedor que viajou, ao que sofreu no Chile. Estivemos muito perto de mudar a história. Sonho cumprido de jogar um segundo Mundial e no Brasil, o país do futebol. Deus sabe o que virá agora", escreveu.