icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/12/2013
07:19

Independentemente de qualquer resultado dos rivais diretos na briga, primeiro o Tricolor precisa fazer a sua parte. Contra um Bahia já sem pretensões, só a vitória interessa.

Para este jogo, Dorival Júnior já conta com desfalques importantes. São os casos de Digão e Valencia, que estão descartados. O zagueiro, que vinha sendo improvisado na lateral esquerda, cumprirá suspensão automática, enquanto o volante sentiu uma contratura na coxa direita e não terá condições de jogo. Assim, no meio de campo, é certo que Edinho retorne ao time titular. Já para a lateral, Dorival estuda algumas opções, como o jovem Ronan e até mesmo improvisar Anderson no setor.

E MAIS
- Clubes da Série B se animam com possível queda de Vasco e Fluminense
- Gilson Kleina admite interesse no zagueiro Anderson, do Fluminense

Além destas opções, o comandante pode trabalhar com uma série de improvisos. Jean e Rafinha podem ser opções também na lateral e o retorno de Bruno, machucado, também não está descartado. Assim, Igor Julião também pode atuar na esquerda no decisivo jogo. E o discurso nas Laranjeiras é de fazer o que for possível para vencer o Bahia, mesmo sabendo que o Fluminense não depende só de si.

– Isso é o pior (não depender do próprio resultado). Infelizmente, não depende de nós, mas os adversários têm partidas complicadas também.

Temos de fazer a nossa parte, que é difícil, jogando fora, e no fim ver se dá tudo certo – afirmou.

Sobis ainda falou da rotina dos jogadores.

– Está parecendo que matamos alguém, então evitamos sair de casa. Todos estão tristes – afirmou.

SEMELHANÇAS MARCANTES

A briga do Fluminense contra o rebaixamento na última rodada do Brasileiro deste ano remete às situações vividas em 1996 e em 2009. No primeiro rebaixamento, na década de 90, o Tricolor precisava ganhar seu jogo e torcer para o Atlético-PR vencer, como agora. Naquela ocasião, o Tricolor bateu o Vitória, mas o Furacão perdeu, em casa, para o Criciúma, rebaixando o Fluminense para a Série B. 

E neste ano, mais uma coincidência marca a briga do Flu, só que com o ano de 2009. Na ocasião, o Tricolor lutava contra a degola com um arquirrival, o Botafogo, e o Coritiba. Agora, o arquirrival é o Vasco e o Coxa, novamente.