icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2014
07:14

A Copa do Mundo de Fred não foi boa. Apenas um gol, pouquíssimas oportunidades e um saldo de muitas críticas negativas. Entretanto, se na Seleção Brasileira o camisa 9 não rendeu como o esperado, o Fluminense aguarda o retorno do capitão de braços abertos.

Desde que o atacante deixou o time para se integrar ao Brasil, o setor ofensivo do Tricolor não foi mais o mesmo. Exceção feita à vitória por 5 a 2 sobre o São Paulo, a dupla ofensiva formada por Rafael Sobis e Walter não chegou a emplacar. Realidade oposta à dos momentos em que Fred esteve em campo. Foram só dois gols dele no Brasileirão, mas o time tinha uma dinâmica mais natural. Não foram poucas as vezes nas quais o centroavante deixou Sobis em boas condições. Mostrava se sentir à vontade não só tecnicamente, mas também no lado emocional.

Fred é o artilheiro do Fluminense nesta temporada, com dez gols. A percepção de que Walter poderia ser um substituto à altura, a cada dia que passa, vai se mostrando equivocada. Impressão agravada pelo fraco desempenho do jogador, ex-Goiás, que já está há cinco jogos sem marcar.

Walter afirma que Fred e Diguinho fazem falta ao elenco Tricolor

O técnico Cristovão Borges tem ousado na escalação. Mesmo quando pode colocar em campo um time mais agressivo, prefere um grupo mais qualificado. A expectativa é a de que a partir desta filosofia ofensiva, num time encaixado, Fred tenha um número muito maior de oportunidades de gols do que teve pela Seleção Brasileira.

Ao contrário do time de Felipão, que privilegiava Neymar, no Flu, o camisa 9 terá uma equipe que possui como principal meta a de buscá-lo em boas condições.

– Fred será fundamental para o Flu quando voltar. Aqui nós temos um esquema e atletas que jogam para ele – disse Walter.


Walter vem sendo o substituto de Fred no Fluminense (Foto: Bruno de Lima/LANCE!Press)

Enquanto para um grande número de pessoas Fred tornou-se uma espécie de vilão, no Fluminense, segue uma referência. Esperança maior de gols para o penta.

Contudo, a torcida tricolor ainda deverá esperar mais algum tempo pelo atacante, que ganhou dez dias de folga após a Copa. O retorno deverá ocorrer contra o Atlético-PR, no dia 27. Enquanto isso, vai se virar sem tanto poder de fogo.