icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/04/2014
11:12

Depois de eliminar o Botafogo nas semifinais, o Fluminense inicia neste sábado a decisão da Taça Guanabara Sub-20, diante do Nova Iguaçu, às 15h, no Laranjão. Com terminou a fase classificatória na frente do adversário, o Tricolor terá a vantagem de dois empates na decisão e fará o segundo jogo no CT de Xerém. Apesar do favoritismo, o auxiliar-técnico dos juniores, Edevaldo, disse que o time vai jogar de forma ofensiva e pediu seriedade aos jogadores nesta primeira partida.

– Não vai ter muita diferença. Nossos atletas já assimilaram bem a nossa maneira de jogar, que é de forma competitiva e aguerrida. Estamos tratando este jogo com muita seriedade. Os jogadores sabem que para conquistar este título precisaremos continuar focados em nosso jogo coletivo. O companheirismo é a nossa arma mais forte. Por isso, devemos jogar unidos, com este espírito de grupo sempre vivo – comentou, ao site oficial do clube.

Na equipe do Nova Iguaçu, a aposta do técnico Armênio Moura é na força ofensiva dos laterais Luiz Filipe e Yan. A dupla é responsável por pelo menos oito assistências para gol neste primeiro turno de Campeonato Carioca. Luiz Filipe, por exemplo, deu os dois passes para os gols do Nova Iguaçu na vitória de virada sobre o Flamengo na semifinal.

- O Armênio (Moura, técnico) pede que a gente suba bastante ao ataque e busque apoiar, mas sem deixar a defesa descoberta. Procuramos ajudar o ataque sempre que possível. Todo mundo gosta de atacar, mas não podemos deixar lá atrás desprotegido. Temos que atacar com moderação e voltar rápido para a defesa – disse o lateral-esquerdo.

Esta não será a primeira vez que Fluminense e Nova Iguaçu decidem um turno do Campeonato Carioca na categoria. Em 2012, as equipes disputaram o título do Campeonato Carioca e o Tricolor acabou se sagrando campeão. Daquele time do Nova Iguaçu saiu o atacante Biro Biro, que atualmente integra a equipe profissional do Flu.

CONFIRA AS PROVÁVEIS ESCALAÇÕES:

NOVA IGUAÇU: Rodrigo; Yan, Daniel, Pedro e Luiz Felipe; Vinicius, Carlos Henrique, Oliveira e Wellington; Marlon e Cristian - Técnico: Armênio Moura.

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Breno, Marcelo, Derlan e Leo; Marlon Freitas, Gerson e Gustavo Scarpa; Pablo DyegO, Kenedy e Denilson - Técnico: Marcelo Veiga.