icons.title signature.placeholder Maurício Ferro
27/07/2014
17:59

O Fluminense está de volta ao G4 do Campeonato Brasileiro. Com uma bela atuação, o Tricolor venceu o Atlético-PR por 3 a 0, neste domingo, na Arena da Baixada, em Curitiba. Com amplo domínio do jogo e sem a pressão dos torcedores rivais - por conta de punição imposta aos paranaenses pelo STJD -, a equipe de Cristovão Borges consolidou o placar com gols de Jean, Conca e Cícero.

O resultado coloca os cariocas na briga pelo topo da tabela. O Tricolor assume a terceira posição, com 22 pontos. O Furacão permanece estacionado no meio da tabela, em nono, com 19 somados.

As equipes voltam a campo no próximo domingo. O Fluminense recebe o Goiás, às 18h30, no Maracanã. O Atlético-PR terá o Galo pela frente, no mesmo horário, no Independência.

MEIO CAMPO SUPERIOR DÁ VANTAGEM AO TRICOLOR

O Fluminense colheu os frutos da boa preparação que fez para a partida deste domingo. Sem a presença do público na Arena da Baixada, já que o Atlético-PR cumpria suspensão, e estreando uma nova formação tática, o 4-5-1, o Tricolor conseguiu obter êxito ao conter o ímpeto dos mandantes.

A primeira boa oportunidade da partida aconteceu aos 14 minutos, em cobrança de falta de Rafael Sobis. Na sequência, Conca também arriscou de fora da área e, assim como acontecera momentos antes, Weverton fez defesa segura. Na terceira tentativa dos cariocas, porém, o goleiro nada conseguiu fazer. Mais uma vez a equipe rubro-negra permitiu que os visitantes finalizassem de longa distância e acabou pagando por isso. Jean chutou e marcou um golaço.

E MAIS
> Sobis se queixa de dores no ombro: 'Está doendo muito, tem que ver'
> Wágner exalta qualidade do Tricolor: 'Nossa equipe é totalmente técnica'



O Furacão, muito vulnerável, perdendo todos os lances no meio-campo, pouco conseguia criar coletivamente. Em uma jogada individual, aos 23 minutos, Douglas Coutinho teve a única chance real de gol dos paranaenses. Ele invadiu a grande área e bateu cruzado, para que Diego Cavalieri fizesse uma defesa espetacular.

Se o Atlético-PR desperdiçou uma oportunidade dentro da área, o Fluminense fez o contrário. Cícero deu um passe de cabeça para Rafael Sobis, que, isolado na frente, ficou cara a cara com Weverton. Ao tentar driblar o arqueiro, foi derrubado e o juiz assinalou a penalidade. Conca cobrou mal, mas fez o suficiente para marcar: 2 a 0.

Com boa vantagem no placar e apresentando um futebol muito superior, o Tricolor seguiu trocando passes com enorme categoria e envolvendo o adversário. Quando o árbitro apitou para que as equipes descessem aos vestiários, o Flu pode se dar por satisfeito. Cristovão Borges armou muito boa estratégia e os jogadores assimilarem bem as instruções para construir um confortável marcador.

RITMO DO JOGO DIMINUI, MAS FLU AMPLIA

Para o segundo tempo, os dois times voltaram iguais, sem alterações. A organização defensiva de ambos, porém, piorou um pouco. Sem conseguir manter o mesmo ritmo, os jogadores davam mais espaços. As chances claras de gol, apesar disso, eram escassas.

O Fluminense, por exemplo, praticamente só foi criar quando Walter entrou em campo no lugar de Rafael Sobis, que fez boa partida. Logo na primeira participação, o atacante fez ótimo trabalho de pivô e rolou a bola para Conca, que cruzou na cabeça de Cícero. O volante só teve o trabalho de testar para a rede adversária e decretar o 3 a 0.


   Cícero teve boa participação na vitória do Flu (Foto: Felipe Gabriel/LANCE!Press)

O Atlético-PR teve poucas oportunidades. A mais clara delas foi no final do confronto, quando um cabeceio desviou em zagueiro tricolor. A bola ia morrer na rede do Flu, mas cavalieri fez outra grande defesa. Quando exigido, o arqueiro foi muito bem e deu conta do recado.

Ao som do apito final, melhor para o Flu, que festejou uma vitória com autoridade no Paraná. O Furacão já acumula uma série de oito jogos sem vencer o Tricolor e cai na tabela do Brasileirão. Ao menos os torcedores paranaenses não tiveram a frustração de ver o confronto.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR X FLUMINENSE

Estádio: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data/hora: 27/7/2014 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Rogério P. Zanardo (SP) e Ricardo Simon Manis (SP)

Renda/público: - / - pagantes
Cartões amarelos: Sueliton, Deivid (CAP)
GOLS: Jean, 16'/1ºT (0-1); Conca, 35'/1ºT (0-2), Cícero, 20'/2ºT (0-3)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton, Cleberson, Deivid e Natanael; Marcelo Cirino, Marcos Guilherme e Otávio (Bady, 38'/2ºT); Douglas Coutinho (Mosquito, 18'/2ºT), Léo Pereira e Ederson (Dellatorre, 18'/2ºT). Técnico: Doriva.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Henrique (Elivélton, 22'/2ºT) e Carlinhos; Valencia, Jean, Cícero, Wágner (Chiquinho, 31'/2ºT) e Conca; Rafael Sobis (Walter, 17'/2ºT). Técnico: Cristovão Borges.