icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/07/2014
08:27

O Fluminense enfrenta o Atlético Paranaense, hoje, às 16h, na Arena da Baixada, em jogo que o LANCE!Net transmite em tempo real, tentando mostrar a verdadeira cara neste Campeonato Brasileiro. Nas derrotas para o Criciúma e até mesmo na vitória sobre o Santos, o técnico Cristovão Borges mostrou ter ficado incomodado por certa falta de agressividade do time na marcação que dificultou a imposição de atuar ofensivamente como é pretendido. Neste sentido, o confronto de logo mais promete muita dedicação dos atletas.

Em busca pelo domínio do confronto, o treinador fez uma alteração tática. O atacante Walter, em má fase, deixa o time para a entrada de Valencia. Com isso, Cícero e Jean terão mais liberdade para atacar. O comandante espera que esta estratégia faça do Flu um time mais envolvente e com a pegada necessária para vencer.

– Tive esta escolha de jogar sem um homem de referência na frente para buscar a posse de bola. O time precisa ter boa troca de passes e ser envolvente. Temos de melhorar a movimentação e precisamos ter atitude para vencer o adversário – afirmou Cristovão.

O meia Wágner também falou sobre a importância de todos os jogadores se dedicarem também no jogo sem a bola:

– Em certos jogos você tem até de abdicar da individualidade para jogar pelo grupo. Precisamos nos desdobrar.

Cabe ressaltar que um triunfo também pode ser fundamental para o Fluminense não se distanciar dos primeiros lugares.

Furacão quer manter boa fase 

O Atlético-PR tentará manter a atual série de invencibilidade de sete jogos contra o Fluminense, time que também não vence há sete jogos. Atualmente na quarta posição, time do técnico Doriva não tem desfalques para o jogo de hoje.

Para o atacante Ederson, que está há oito partidas sem marcar, a partida contra o Fluminense é fundamental para a sequência do campeonato, já que se trata de um confronto direto. Caso vença, o Atlético-PR ultrapasssará o adversário e pode assumir a segunda colocação.

– Por ser um confronto direto, acredito que o pensamento e o trabalho precisam ser diferentes. Temos que pensar no G-4. Precisamos trabalhar muito para permanecer entre os melhores e esse jogo contra o Fluminense será fundamental - afirmou o camisa 7 do Furacão.

Vale lembrar que o Atlético tem o segundo melhor ataque da competição com 19 gols - só fica atrás do líder Cruzeiro, que já marcou 23 vezes – e deve atuar contra o Tricolor com um trio ofensivo formado por Marcelo, Douglas Coutinho e Ederson. O otimismo da equipe é grande.

Vantagem de enfrentar Atlético-PR sem torcida

O Fluminense terá a vantagem de enfrentar o Atlético-PR, às 16h, sem torcida contra. Isto ocorre porque o time paranaense cumpre punição pelas cenas de violência registradas no jogo contra o Vasco na última rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado. O goleiro Diego Cavalieri falou sobre esta situação.

– Tive uma experiência assim na época em que estava no Palmeiras. É horrível jogar sem torcida. Parece que você está em outro ambiente, outro mundo. É muito estranho. A gente não está acostumado com isso. É uma situação que não gosto. Vamos tentar impor o nosso jogo e tentar vencer, que é o mais importante – afirmou o camisa 12.

O técnico Cristovão Borges também comentou sobre a vantagem do Tricolor. Entretanto, deixou claro que ela pode não ser determinante:

– Logico que a torcida é importante para qualquer clube. Imagino que para eles seja mais importante pelo fato de jogarem em casa. Neste sentido, eles vão sentir muito mais a falta dos torcedores por causa dos portões fechados. Se der para tirar proveito, é sempre válido. Mas o jogo vai ser complicado, mesmo levando esta questão em conta. 

Após o jogo contra o Furacão, o Flu fará dois jogos seguidos no Maracanã, contra Goiás e Coritiba. 


FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR X FLUMINENSE

Local: Arena da Baixada, Paraná (PR)
Data-Hora: 26/7/2014 - 16h
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Rogerio Pablos Zanardo(SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton, Cleberson, Léo Pereira e Natanael; Deivid, Otávio e Marcos Guilherme; Marcelo, Douglas Coutinho e Ederson. Técnico: Doriva

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Elivélton e Carlinhos; Valencia, Jean, Cícero, Wágner e Conca; Rafael Sobis. Técnico: Cristovão Borges