icons.title signature.placeholder Matheus Babo
06/11/2013
09:33

Em um momento delicado na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, o Fluminense resolveu viajar para Atibaia em busca de tranquilidade. A cidade do interior paulista foi a mesma onde o clube realizou a pré-temporada no início do ano. Mas se alguém que não acompanha o dia a dia do clube olhasse o elenco em janeiro e os jogadores que viajaram desta vez, vários seriam desconhecidos.

O técnico Vanderlei Luxemburgo, que não veio naquela oportunidade já que Abel Braga era o comandante, relacionou 31 jogadores. Desses, nove atletas não participaram do período de preparação em janeiro. Felipe Garcia, Igor Julião, Wellington Carvalho, Léo Pelé, Willian, Felipe, Biro Biro, Robert e Marcelinho.

Dos oito nomes, os jovens Igor Julião, Wellington Carvalho, Robert e Biro Biro ainda eram da equipe de juniores e estavam servindo o clube na Copa São Paulo. O garoto Léo Pelé foi puxado ao elenco profissional por conta dos problemas de lesões entre os laterais esquerdos. Felipe Garcia e Marcelinho foram contratados no segundo semestre e o meia Felipe, nome mais conhecido da lista, ainda não tinha acertado com o clube, mas já conhecia o local, pois participou da pré-temporada do Vasco no mesmo resort em 2012.

Além desses, nomes como Kléver, Eduardo, Fábio e Michael haviam feito pouquissímos jogos pelos profissionais, o que acabou acontecendo com mais frequência após Luxa assumir o comando do time. O volante Rafinha esteve na pré-temporada, mas quase não era utilizado. Hoje, o jogador é um curinga para o treinador.

De lá para cá, muita coisa mudou. O time  cheio de estrelas, que tinha conquistado o Brasileirão há poucos meses, atualmente é uma equipe que luta contra o rebaixamento e recheada de jovens.