icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/03/2014
23:57

A Copa do Brasil não começou de forma positiva para o Fluminense. Nem mesmo com a presença de Fred e Walter entre os titulares, a equipe de Renato Gaúcho conseguiu ter uma boa atuação contra o Horizonte, na noite desta quinta-feira, no Domingão. Os atacantes passaram em branco, e o Tricolor saiu de campo com a derrota por 3 a 1. Dico, Marciel e Jajá fizeram os gols do time da casa, enquanto Conca fez o gol de honra do Tricolor.

Desta forma, o sinal de alerta se acendeu nas Laranjeiras. A equipe terá que mudar a vantagem no rival no Maracanã, no dia 10 de abril. Precisa de uma vitória por dois ou mais gols de diferença para avançar na competição. O Horizonte, por sua vez, vem ao Rio para jogar por um empate ou sair de campo com uma derrota de um gol.

O Fluminense volta a jogar no próximo domingo. Pelo Carioca, terá o compromisso contra o Volta Redonda, às 16h, no Moacyrzão.

IGUALDADE E CHANCE INACREDITÁVEL PERDIDA POR FRED

A velha máxima de que os times que jogam a primeira fase contra os grandes dão a vida, apareceu logo aos 12 minutos. Diego Palhinha foi à linha de fundo e cruzou para Dico. O camisa 11 do Horizonte dominou sem ser incomodado, girou e chutou para abrir o placar para o time cearense. A resposta não demorou, e o argumento de Renato Gaúcho para não escalar Walter e Fred juntos no ataque caiu por terra três minutos depois. O camisa 18 se movimento, pediu, recebeu e cruzou para Conca, livre, empatar para o Tricolor.

LEIA MAIS:
> Renato admite atuação ruim no Ceará: 'Não jogamos nada'
> Fred elogia rival e lamenta chances perdidas no jogo
> Flu perde 30% dos direitos de Nem para o America

GALERIA DE FOTOS:
> Confira as imagens da vitoria do Horizonte



O gol animou o Flu, que partiu para cima em busca da virada. Aos 29, Fred teve sua primeira chance no jogo após jogada de Chiquinho, mas parou no goleiro Jefferson. Um minuto depois, uma blitz do tricolor. Primeiro, Conca recebeu na entrada da área, limpou o lance e chutou por cobertura, mas o zagueiro Ramon salvou em cima da linha. Na sobra, Elivélton pegou de primeira e a bola saiu, levando muito perigo.

Aos 43, uma jogada inacreditável. Após cobrança de falta, Walter chutou e o goleiro Jefferson defendeu. O próprio atacante pegou o rebote, finalizou novamente e a bola caiu nos pés de Fred que, de primeira, tentou completar o gol vazio, mas a bola subiu e bateu no travessão antes de sair. Que chance perdeu o artilheiro tricolor. No saída do campo, o jogador culpou no gramado pesado pelo lance.

HORIZONTE SURPREENDE, MARCA DOIS E COMPLICA O FLU

O Fluminense voltou do intervalo com duas alterações. Wágner e Biro entraram nos lugares de Diguinho e Conca, respectivamente. As substituições não surtiram o efeito esperado, e o Tricolor diminuiu o ímpeto do fim da primeira etapa.


  Fred perde chances, e Flu que terá que buscar virada no Maracanã (Foto: Kid Junior/Photocamera)

Acuado após sofrer o gol de empate, o Horizonte passou a acreditar mais no jogo no segundo tempo diante da inoperância do Fluminense. Aos 17 minutos, o time cearense voltou a ficar na frente do placar. Marciel tabelou com Dico e bateu firme, no canto direito de Diego Cavaleri para fazer a festa da torcida da casa.

Em busca do empate, Renato Gaúcho tirou Walter e lançou o garoto Kenedy. Mas, novamente, a alteração do treinador novamente não deu certo. E a situação que já era difícil para o Fluminense, ficou ainda pior no fim quando Jajá recebeu passe e saiu na cara do goleiro tricolor e finalizou para o fundo da rede, marcando o terceiro do Horizonte.

FICHA TÉCNICA
HORIZONTE-CE 3 X 1 FLUMINENSE

Local: Domingão, em Horizonte (CE);
Data-Hora: 20/3/2014 - 21h50 (de Brasília);
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN);
Auxiliares: Flavio Gomes Barroca (RN) e Vinicius Melo de Lima (RN);
Público e renda: -
Cartão Amarelo: Albano (HOR);

Gols: Dico, 12'/1ºT (1-0); Conca, 15'/1ºT (1-1); Marciel, 17'/2ºT (2-1); Jajá, 45'/2ºT (3-1)

HORIZONTE-CE: Jefferson, Diego Maradona (Franklin, 42'/2ºT) , Douglas, Ramon e Rick; Albano, Rafael Tchuca, Fernando Sobral (Adriel, 42'/2ºT) e Diego Palhinha (Jajá, 32'/2ºT); Dico e Marciel - Técnico: Roberto Carlos

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Elivélton e Chiquinho; Valencia, Diguinho (Wágner, Intervalo), Jean e Conca (Biro Biro, Intervalo); Walter (Kenedy, 29'/2ºT) e Fred - Técnico: Renato Gaúcho