icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/11/2014
21:25

No confronto dos times com objetivos distintos, melhor para o Coritiba que triunfou por 1 a 0 sobre o Fluminense, no Couto Pereira, neste sábado. O único gol do confronto foi marcado por Joel, ainda na etapa inicial.

Com este resultado e a vitória do Atlético-MG diante do Palmeiras, o Tricolor deixou o G4 e agora, estagnado com 54 pontos, ocupa a quinta colocação. Já o Coritiba chegou aos 37 pontos e assumiu 14ª posição, saindo da zona de rebaixamento.

Primeiro tempo movimentado termina em 1 a 0 para o Coxa

Com pensamentos diferentes, Coritiba e Fluminense entraram em campo neste sábado, no Couto Pereira, em um gramado muito molhado por conta da chuva. Os donos da casa, sem o craque Alex, armaram um esquema com três zagueiros. Porém, desesperados com a possibilidade grande do rebaixamento para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro, não deixaram de ser ofensivos com tal formação tática. Pelo contrário, partiram para cima.

O Tricolor se viu em apuros e observou o Coxa chegar com perigo em diversas ocasiões. Deu sorte com as péssimas finalizações dos adversários. Ciente disso, Cristovão Borges promoveu uma alteração logo na etapa inicial. Sacou Walter e mandou Cícero ao campo, procurando preencher o meio, onde a equipe mais cedia espaços. Deu certo.

Os visitantes equilibraram o confronto e quase abriram o placar com finalização de Carlinhos, dentro da área. Vanderlei fez a defesa e Fred, com a mão cobrindo o rosto se lamentando, perdeu boa chance de aproveitar o rebote. Quando o centroavante viu que a bola estaca na sua frente já era tarde. Chutou em cima do jogador do time paranaense, que conseguiu se recompor no lance com a lentidão do camisa 9 em concluir. Depois, Carlinhos voltou a finalizar e obrigou o arqueiro coxa-branca a praticar outra boa defesa.

No melhor momento do Tricolor na partida, quando a equipe dominava o jogo, o Coxa conseguiu abrir o placar. E justamente nas costas de Carlinhos, que havia protagonizado bons momentos ofensivos. Aos 45 minutos, Norberto apareceu no flanco direito (esquerda do Flu) e cruzou rasteiro para Joel. Fabrício, que entrara na vaga de Elivélton, que sentira dores musculares, quase consertou as coisas para a defesa. Acabou, porém, não conseguindo evitar o gol do atacante.

Coxa se fecha e garante vitória

Ao voltar do vestiário, o Tricolor seguiu melhor. Atrás do gol de empate, o time visitante teve algumas oportunidades de igualar o marcador e quase conseguiu, entre muitas chances, com o atacante Fred. O capitão do Flu recebeu passe dentro da área e chutou à meia altura, para defesa de Vanderlei, uma verdadeira muralha.

O Coxa jogava com o placar debaixo do braço. Vencendo, o time de Marquinhos Santos se fechava e criava suas situações de perigo nos contra-ataques, nas brechas que os visitantes davam ao tentar jogar no campo adversário. A mais emblemática oportunidade foi com Norberto, que aproveitou falha retumbante da defesa do Fluminense. O ala-direito adentrou na área depois de erro de Guilherme Mattis e, cara a cara com Diego Cavalieri, chutou por cima.

Para sorte do desesperado time que ocupava a zona de rebaixamento, o lance não fez diferença no resultado do confronto. O Coritiba, dentro de casa, conseguiu vencer. E se consolidou como uma pedra no sapato do Flu neste Campeonato Brasileiro. Foi justamente o Coxa que, no primeiro turno, parou a série de vitórias dos comandados de Cristovão Borges e, a partir daí, o Time das Laranjeiras agravou as próprias oscilações na competição. Resta ver se no segundo turno os erros irão se repetir.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 1 X 0 FLUMINENSE

Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data/Hora: 8/11/2014 – 19h30
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Rogério Pablos Zanardo (SP)

Renda/Público: R$ 208.907,50/10.223 pagantes.
Cartões Amarelos: Rosinei e Zé Love (CTB); Conca, Elivélton, Guilherme Mattis e Wágner (FLU).
Cartões Vermelhos: -
GOLS: Joel, 45'/1ºT (1-0).

CORITIBA: Vanderlei; Norberto, Luccas Claro, Wellinton, Leandro Almeida e Carlinhos; Helder, Rosinei (Sérgio Manoel, 32'/2ºT), Robinho e Dudu (Geraldo, 18'/2ºT); Joel (Zé Love, 39'/2ºT). Técnico: Marquinhos Santos.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Elivélton (Fabrício, 41'/1ºT), Guilherme Mattis e Carlinhos (Kenedy, 28'/2ºT); Diguinho, Jean, Wágner e Conca; Walter (Cícero, 20'/1ºT) e Fred. Técnico: Cristovão Borges.