icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Pedro Leanza e Thiago Bokel
14/12/2013
08:03

O fato de Plínio Serpa Pinto estar à frente nas negociações por Emerson Sheik significa que o departamento de futebol poderá ter mudanças em 2014.

Internamente, já havia uma discussão entre a alta cúpula para haver uma reestruturação do setor. Na nova configuração desenhada, então, Plínio assumiria a pasta de futebol em definitivo e Wallim seria responsável pelos cuidados com o fundo de investimentos, o V3, criado em julho deste ano para contratar jogadores.

Desde que assumiu o cargo de vice de relações externas, Plínio mostrou ser figura presente em vários assuntos do futebol. A primeira colaboração efetiva foi na condução das conversas com o Maracanã S.A para uso do estádio.

Desde o fim de outubro, Plínio também se movimentava no bastidores fazendo contatos com empresários em busca de reforços para 2014. O dirigente foi também quem acompanhou o presidente Eduardo Bandeira de Mello no sorteio da Libertadores, no Paraguai.