icons.title signature.placeholder David Nascimento
16/03/2014
08:11

A diretoria do Flamengo pediu ao Conselho Fiscal do clube o adiamento em 20 dias da data limite para a entrega do balanço patrimonial do primeiro ano da gestão de Eduardo Bandeira de Mello como presidente rubro-negro. A solicitação foi aprovada por Mário Esteves, responsável pelo referido órgão na Gávea. Os dirigentes justificaram o pedido afirmando estar realizando os últimos ajustes na documentação para poder entregá-la.

Inicialmente, a entrega do balanço aconteceria nesta semana. O prazo agora vai até o início de abril. Assim que receber os documentos, o Conselho Fiscal emitirá seu parecer para aprovação ou reprovação, encaminhando para votação no Conselho Deliberativo. Mas isto ainda deve demorar para acontecer por causa das contas de 2012 que ainda não foram levadas à votação.

Vale lembrar que as últimas contas que foram votadas, relativas ao ano de 2011, da então presidente Patricia Amorim, renderam bastante polêmica. Inicialmente, o Conselho Deliberativo do Flamengo reprovou os números, apontando R$ 7 milhões de gastos não comprovados e pedindo a abertura de um inquérito contra a ex-mandatária e outros três envolvidos na gestão. Muitos desencontros surgiram durante a investigação liderada por Moysés Akerman, levando que todos os acusados fossem inocentados na reunião decisiva.