icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/11/2014
22:55

Sem qualquer aspiração no Campeonato Brasileiro, o Flamengo goleou o Vitória, neste sábado na Arena da Amazônia, em Manaus, e, indiretamente, adiou uma possível queda do Botafogo na penúltima rodada da competição. Isso porque, caso a equipe baiana conseguisse vencer, o Alvinegro confirmaria a presença na Série B em 2015 antes mesmo de enfrentar o Santos, neste domingo.

Sem se esforçar, o Rubro-Negro cravou 4 a 0 , explorando a fragilidade e o nervosismo do time de Ney Franco que teve Escudero expulso na etapa final. Com um a menos, o Vitória ficou exposto e levou mais dois gols.

O Flamengo fechará a participação no Campeonato Brasileiro contra o Grêmio, em Porto Alegre. Enquanto que o Vitória jogará a sobrevida na Série A diante do Santos, no Barradão. As duas partidas estão marcadas para o próximo domingo, às 17h.

FLAMENGO EXPLORA DESESPERO DO RIVAL

Pouco antes do início do jogo em Manaus, Fabrício marcava o segundo gol do Internacional, recolocando o Colorado à frente do Palmeiras. Assim, o Vitória continuaria apenas um ponto atrás dos paulistas, mas ainda na zona de rebaixamento. O resultado, aparentemente, deu novo alento aos baianos. Logo no primeiro minuto, após Marcinho levantar bola para a área, Dinei quase marcou de cabeça, mas Paulo Victor evitou o gol prematuro contra o Flamengo.

A proposta de agredir o Rubro-Negro desde o início foi reforçada cinco minutos depois. O lateral-direito Nino Paraíba deixou o campo lesionado e foi substituído pelo atacante William Henrique. Cáceres foi improvisado no setor.

CONFIRA AS ESTATÍSTICAS DO JOGO

A despeito da vocação ofensiva, a equipe de Ney Franco não conseguiu um lance incisivo. Na tentativa de ter mais posse de bola para cansar o adversário, o Vitória assistiu o Flamengo abrir o placar após lance inusitado. Depois de Roberto Fernández defender o chute de Elton, a bola sobrou para o atacante rubro-negro que cruzou para Everton testar. Cadu, ao tentar cortar, acabou contribuindo para a bola entrar aos 27 minutos. Depois, a arbitragem confirmou o gol contra.

Sem acelerar o jogo , o Rubro-Negro procurava aproveitar os contra-ataques a partir dos inúmeros erros de passes do rival para definir o resultado. Em um dos contra-golpes, Nixon acertou o travessão.

Com o triunfo confirmado do Inter, em Porto Alegre, o Vitória deixava o primeiro tempo com os mesmos 38 pontos com os quais iniciou a rodada, ainda no Z4 e somente uma bola no travessão de Paulo Victor.

VITÓRIA PERDE A CABEÇA E SE ENTREGA

A nítida falta de qualidade técnica somada à pressão imposta pelos 45 minutos finais para que o Vitória terminasse a 37ª rodada ao menos fora da zona de rebaixamento dificultavam qualquer esboço de reação por parte dos baianos.

O Flamengo, por sua vez, manteve o ritmo da etapa inicial. A equipe só ganhava velocidade quando a bola caía nos pés de Everton ou Nixon, principais válvulas de escape do time de Vanderlei Luxemburgo.

Insosso e sem criatividade e vibração, o jogo ganhou emoção somente aos 19 minutos depois que Dinei foi tocado no ombro por Anderson Pico. O árbitro Elmo Alves Resende Cunha, porém, nada assinalou. Na sequência, ele advertiu o atacante do Vitória após reclamação acintosa do jogador baiano que chegou a tocar o juiz.

Nervoso, o Vitória praticamente viu as chances de ganhar em Manaus se tornarem remotíssimas aos 23 minutos, quando Elton aproveitou cruzamento perfeito de Lucas Mugni para testar com força contra o gol de Roberto Fernández.

A situação se tornaria irreversível  nos 17 minutos finais. Aos 28, Escudero recebeu o segundo amarelo e foi expulso. O atacante ainda reclamava do pênalti sofrido por Dinei. Aos 35, o Flamengo chegaria ao terceiro gol com Everton, depois de ótima jogada feita por Nixon. E aos 40, com requintes de crueldade, Nixon definiu a goleada na Arena da Amazônia.

A goleada do Rubro-Negro ajudou, indiretamente, o Botafogo, que neste domingo enfrenta o Santos, e dependia que Vitória e Palmeiras não fizessem pontos na rodada para não ser rebaixado de maneira antecipada.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 4 X 0 VITÓRIA

Estádio: Arena da Amazônia, em Manaus (AM)
Data/hora: 29/11/2014 - 21h (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Auxiliares: Paulo Cesar Silva Faria (MT) e Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO)
Renda/público: 20.057 presentes
Cartões amarelos:  Léo Moura, Everton, Canteros (FLA) e Richarlyson, Dinei, William Henrique (VIT)
Cartão vermelho: Escudero (28'/2°T)

GOLS: Kadu, contra 27'/1ºT (1-0), Elton 23’/2º T (2-0), Everton 35’/2º T (3-0) , Nixon 40'/2°T (4-0)

FLAMENGO: Paulo Victor, Léo Moura (Anderson Pico /intervalo), Marcelo (Erazo 33’/2º T), Wallace, João Paulo; Cáceres, Márcio Araújo (Lucas Mugni 16’/2º T) , Canteros; Everton, Nixon e Elton. TÉc: Vanderlei Luxemburgo

VITÓRIA: Roberto Fernández, Nino Paraíba (William Henrique 6'/1ºT), Ednei, Kadu, Richarlyson; Neto Coruja, José Welison, Cáceres, Marcinho
(Marcos Júnio 16'/2ºT) (Mansur 31’/2º T); Escudero e Dinei. TÉC: Ney Franco