icons.title signature.placeholder Felipe Mendes
22/03/2014
23:06

Diante do artilheiro Hernane na arquibancada praticamente lotada do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, o ala-armador Marcelinho Machado comandou o Flamengo na conquista do inédito título da Liga das Américas. Na final, o Rubro-Negro impediu o bicampeonato consecutivo do Pinheiros ao vencer por 85 a 78. O cestinha da partida foi Shamell, da equipe paulista, com 25 pontos. Marcelinho fez 24.

Com a conquista, o Flamengo se tornou o segundo time a ganhar o torneio de forma invicta. A outra foi o Peñarol de Mar del Plata, da Argentina, em 2009/2010. E ganhou o direito de jogar o Intercontinental contra o campeão da Euroliga.

O título do Flamengo fez o Brasil se igualar com a Argentina na Liga das Américas. Em sete edições, os times de cada país levantaram o troféu trêz vezes. Este ano, as equipes argentinas não conseguiram a classificação para o Final Four.

Torcida do Flamengo encheu o Maracanãzinho na decisão (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

Sob o olhar do técnico da Seleção Brasileira, o argentino Rubén Magnano, as duas equipes começaram nervosas na partida. Com erros sucessivos dos arremessos de longa distância, o placar era equilibrado nos primeiros minutos. Até que o Flamengo abriu 18 a 11 e depois fechou a parcial com 25 a 15.

No segundo quarto, o time carioca abriu 30 a 19. Mas, sob o comando de Shamell, o Pinheiros reagiu. E a diferença não só caiu como a equipe paulista conseguiu virar: 37 a 35. Com o apoio da torcida, porém, o Flamengo se reencontrou em quadra e fechou o quarto em 46 a 40.

Hernane e Wallace prestigiaram o basquete do Flamengo (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

Na terceira parcial, as equipes continuaram errando muito. Marcelinho Machado era o grande nome rubro-negro, tanto dentro quanto fora do garrafão adversário. No Pinheiros, Shamell era o destaque. E o Fla ficou na frente: 61 a 60.

Na parcial decisiva, os erros pelo nervosismo era visíveis. No fim, o Flamengo foi mais consistente e levantou o título da competição.