icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
10/02/2015
21:40

O atual bicampeão Flamengo atravessa um grande momento no NBB 7 e, nesta terça-feira, chegou a quatro vitórias seguidas na competição nacional. No Ginásio Poliesportivo Henrique Villaboim, em São Paulo (SP), os comandados do técnico José Neto fizeram um segundo tempo de encher os olhos, viraram pra cima do Pinheiros/SKY e conquistaram um importante triunfo como visitante, por 89 a 68.

Para sair de quadra com a importante vitória fora de casa, os atuais campeões das Américas contaram com grande atuação do armador argentino Nicolás Laprovittola, que deixou a quadra com 27 pontos (sua maior marca na atual temporada do NBB), 16 deles no segundo tempo, além de quatro assistências, quatro rebotes e quatro roubos de bola, números que culminam em 24 de eficiência.

Outros quatro jogadores do Flamengo anotaram dez ou mais pontos na partida: o ala Marquinhos e o ala/pivô Olivinha, ambos ex-Pinheiros, responsáveis por 13 e 12 pontos, respectivamente, além do ala/pivô argentino Walter Herrmann, também com 12 pontos, e o jovem pivô Cristiano Felício, que registrou dez pontos e ainda pegou sete rebotes.

O excelente resultado como visitante manteve o clube da Gávea firme e forte na quarta posição, agora com campanha de 15 triunfos em 21 partidas no maior campeonato do país (71,4% de aproveitamento), rendimento que os manteve na perseguição ao terceiro colocado Mogi das Cruzes/Helbor, que possui uma vitória a mais que os rubro-negros na mesma quantidade de jogos realizados.

O primeiro quarto teve início bastante disputado. Nos primeiros momentos, o Pinheiros apostou na versatilidade de seus jogadores altos, Felipe Ribeiro e Marcus Toledo, e ficou em vantagem no placar durante quase todo o período. A equipe paulista ainda teve um bom sprint final nos últimos minutos e ampliou sua vantagem para seis pontos ao final da parcial inicial: 21 a 16.

O time pinheirense seguiu em superioridade e, sem dar chances ao Flamengo, estendeu sua vantagem para a casa dos dígitos duplos, chegando a ser de 12 pontos (33 a 21). A diferença seguiu nesta casa até os minutos finais e o Pinheiros mostrou um bom padrão de jogo, mas não foi assim até o final.

Entrando no minuto final, a vantagem dos donos da casa era de oito pontos (38 a 30), mas uma bola de 3 pontos de Laprovittola e uma cesta e falta de Olivinha seguida do lance livre convertido reduziram a diferença para dois pontos e os comandados de José Neto foram para os vestiários perdendo por 38 a 36.

Não foi a ida para os vestiários que abaixou o ímpeto dos atuais bicampeões do NBB, que começaram o terceiro quarto com uma sequência de 9 a 2 e logo retomou a liderança do placar (45 a 40). Sob o comando de Laprovittola, autor de 11 pontos, os cariocas seguiram administrando bem sua superioridade no marcador e a diferença que era de cinco foi para 11 pontos ao final do terceiro período: 64 a 53.

No último quarto, a diferença subiu ainda mais e o Flamengo pôde ficar tranquilo com a vantagem nas mãos. Com boas atuações da dupla ex-Pinheiros Olivinha e Marquinhos, com nove e seis pontos, respectivamente, o clube da Gávea não só administrou o bom resultado como estendeu a margem para 21 pontos e fechou o confronto com 89 a 68 no placar.