icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/11/2013
11:10

Flamengo e Corinthians voltam a se enfrentar após a inesperada goleada por 4 a 0 do Timão no primeiro turno, em jogo disputado no Pacaembu. O confronto da tarde deste domingo, no Maracanã, colocará frente a frente equipes e momentos diferentes em relação à época do massacre alvinegro.

A começar pelo foco na vitória. Os rubro-negros entraram em campo naquela tarde de 1º de setembro ainda "anestesiados" pelo triunfo sobre o Cruzeiro, que garantiu a vaga nas quartas da Copa do Brasil. Ainda com risco de rebaixamento, todos vêem o duelo de hoje como fundamental para evitar uma pressão desnecessária nas últimas duas rodadas. Tanto que os titulares não serão poupados para a finalíssima do torneio, contra o Atlético-PR, na quarta-feira.

O Timão, por sua vez, vive uma situação completamente inversa. No turno, os jogadores sabiam da necessidade de dar uma resposta à torcida, que lotaria o estádio para comemorar o 103º aniversário do clube. Isso sem falar até na possibilidade ainda aberta da conquista do título.

Pato marcou duas vezes na vitória do Timão sobre o Fla por 4 a 0 (Foto: Tom Dib/LANCE!Press)

A situação dos treinadores também é bem distinta. No confronto do Pacaembu, o questionado Mano Menezes ainda era o comandante rubro-negro. Tite, que hoje já pode ser considerado ex-treinador do Corinthians depois do anúncio do fim do casamento, não estava nem perto de viver uma situação assim.

Em relação a alguns jogadores, o mesmo aconteceu. Pato era titular e, com dois gols, saiu como herói do Pacaembu. Neste momento, é o principal alvo da ira dos torcedores, que não perdoam o pênalti perdido contra o Grêmio na Copa do Brasil. Hernane, que era reserva de Moreno, tornou-se artilheiro do ano. Paulinho, que foi lateral-direito no Pacaembu, hoje é um dos pontos fortes do setor ofensivo. Quem te viu, quem te vê...