icons.title signature.placeholder Walace Borges
15/04/2014
08:09

Na edição desta segunda-feira, o LANCE!Net mostrou que qualquer torcedor que não tenha direito à meia-entrada pode comprar um ingresso nestes moldes e assistir a uma partida no estádio. Ao explicar a situação, o Flamengo, responsável pela gestão de venda e troca de ingressos para o programa, afirmou que a fiscalização deveria ter sido feita pelo consórcio que administra o estádio. Entretanto, o Maracanã S.A. garante que a obrigação era do Rubro-Negro.

"O Flamengo vende o que o torcedor solicita, no caso meia-entrada ou inteira. Agora cabe ao Consórcio e aos agentes fiscalizarem. Até o fim do ano todos os nossos sócios-torcedores terão cartões de acesso. Queremos ter o poder de ajudar nesta fiscalização importante para ambas as partes", afirmou o Flamengo, por intermédio da assessoria de imprensa.

Entretanto, segundo o Consórcio Maracanã, o estádio apenas disponibiliza o contêiner que ficou localizado na Rua Mata Machado.

"A compra e a retirada de ingressos de sócios-torcedores é operada pelo clube, que contrata os serviços da Futebol Card. O Maracanã disponibilizou para a operação o contêiner da Mata Machado, local onde o repórter fez a retirada dos ingressos de sócios-torcedores. O controle, na hora da compra, do sócio-torcedor, é de responsabilidade do clube.”

Assim como em toda e qualquer situação que envolva uma falha de organização envolvendo os clubes cariocas, um verdadeiro jogo de empurra vem à tona.

L!TV flagra farra da meia-entrada no Maracanã

Consórcio Maracanã - Em resposta ao LANCE!Net

1. Como será possível melhorar a fiscalização de fraude nas compras de meias-entradas?

Isso só será possível com a regulamentação da Lei Federal n 12.852/13, denominada Estatuto da Juventude, que determina que no máximo 40% dos ingressos sejam de meia-entrada. Com isso, haverá um maior controle sobre o acesso destes torcedores.

2. Atualmente, como evitar isso?

Nas compras feitas nas bilheterias do estádio e na internet, para os torcedores que não são sócios, existe um cadastro de meia-entrada no qual o torcedor poderá comprar apenas um bilhete com este benefício por partida.