icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/07/2014
09:06

A Federação Internacional de Vôlei (FIVB) decidiu manter para o ano que vem o novo formato da Liga Mundial adotado na edição de 2014. Em reunião do conselho organizador do torneio realizada na última sexta-feira, em Florença (ITA), onde acontece a fase final, a entidade avaliou a mudança como um sucesso em termos de audiência.

A principal novidade da fórmula atual foi a expansão do número de participantes de 18 para 28, com o objetivo de levar a modalidade para países sem tradição no esporte. Foi estabelecida uma divisão de sete grupos, de acordo com o nível das seleções. Os grupos A e B tiveram as equipes com melhor colocação no ranking da FIVB, enquanto C, D e E eram formados por intermediários. 

Já os grupos G e H contaram com times de menor nível técnico, que disputaram entre si a segunda divisão da Liga, vencida por Cuba. Também estiveram na disputa Tunísia, Turquia, México, Porto Rico, China, Eslováquia e Espanha.

– A edição de 2014 da Liga Mundial está sendo a melhor da história. Está trazendo um público maior e cada vez mais entusiasmado. A nova fórmula tem produzido uma competição muito apertada e emocionante, o que é sempre importante para promover o esporte com êxito – disse o presidente da FIVB, Ary Graça.

No encontro, ficou definido ainda que na edição de 2015 o Grupo A reunirá Brasil, Itália, Sérvia e Austrália. O B será composto por Rússia, Estados Unidos, Polônia e Irã.

Outra novidade foi a realização de uma partida ao ar livre entre Itália e Polônia, no Foro Italico de Roma, local acostumado a receber jogos de tênis. O confronto, vencido pelos donos da casa, recebeu um público de 11 mil pessoas.