icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
16/06/2014
08:04

Ricardo Gareca foi apresentado no Palmeiras em 23 de maio. Passou por uma fase de análises das tribunas, ainda distante do dia a dia alviverde, e após quase um mês de estudos, o argentino começa nesta segunda-feira oficialmente como técnico do Verdão. O elenco se reapresenta às 9h30 na Academia de Futebol, e começará a findar suas curiosidades sobre o trabalho de El Flaco. Muitos jogadores terão nesta manhã o primeiro contato com o comandante.

- Tem uma ansiedade, uma curiosidade. Até porque não dá para se pensar em muita coisa, pois não se sabe o método de trabalho. Não temos noção, eu nunca trabalhei com um técnico argentino, então é muito difícil de se prever. Esta pausa vai ser tempo mais do que suficiente para conhecer ele bem, e ele também no dia a dia conhecer mais intimamente o nosso grupo - explicou Fernando Prass, goleiro e capitão do time, que se recupera de uma cirurgia no cotovelo direito.

Em entrevistas durante esta pausa, Gareca disse que terá muito trabalho, mas quer fazer o Alviverde recuperar o seu protagonismo. Ele pega o time na 11ª colocação do Brasileiro, a três pontos do G4, e ainda vivo na disputa da Copa do Brasil. Quanto aos reforços, pedidos por ele, apenas um está certo: Fernando Tobio, zagueiro comandado por ele no Vélez Sarsfield (ARG). O beque, porém, não chegará agora.

Ele tem contrato com o clube de Liniers até o fim do mês, e depois irá firmar um vínculo de cinco anos com o Verdão. O argentino deve formar a dupla de zaga com Lúcio na sequência da temporada. Pablo Mouche, ex-Boca Juniors (ARG) e hoje no Kayserispor (TUR), está bem próximo - o atacante seria o segundo reforço na era do novo treinador, que ainda pode ter um novo atacante, um novo lateral-direito e até um novo volante.

Mesmo sem os reforços à sua disposição, o treinador já começou a mexer no elenco. Pediu a promoção de quatro jogadores vindos das categorias de base: o lateral-direito Léo Cunha, o lateral-esquerdo Mateus Muller, o meia Juninho e o atacante Érik. O quarteto irá treinar com os profissionais a partir desta segunda-feira animado pelo histórico de Gareca, muito elogiado por trabalhar bem a categoria de base no Vélez.

Até agora, o ano do centenário alviverde não passou de uma decepção ao torcedor. Gareca é a esperança do palmeirense de conseguir alguma alegria neste importante ano para o clube. Entre os jogadores, a promessa é de tentar fazer a equipe voltar mais forte. O primeiro teste será dia 17 de julho, no clássico contra o Santos, pelo Brasileiro.

- A gente pretende voltar mais forte, já conhecendo o nosso treinador melhor, entender o que ele quer nos passar, para que a gente possa conseguir os nossos objetivos - avisou Henrique.