icons.title signature.placeholder Guilherme Gomes
13/11/2014
14:48

O japonês Kei Nishikori deu mais um passo esta tarde para tentar ficar com uma vaga do grupo B nas semifinais do torneio que reúne a elite do tênis em Londres.

O primeiro obstáculo aconteceu antes mesmo de o jogo começar. Como o canadense Milos Raonic, que seria seu oponente, abandonou o torneio devido a uma lesão muscular, Nishikori teve de enfrentar o espanhol David Ferrer. Ou seja, em vez de encarar um já eliminado Raonic, que perdeu duas seguidas, teve de pegar um tenista substituto, certamente louco para mostrar serviço no único jogo em que ia partcipar no torneio.

E foi exatamente isso que aconteceu no primeiro set, com Ferrer dominando as ações e batendo Nishikori por 6-4.

Porém, o japonês se reencontrou na partida. Venceu o segundo set por 6-4 e abriu caminho para uma vitória tranquila por 6 a 1 no terceiro set.

Pesou contra o espanhol a incapacidade de capitalizar break-points. Ambos os tenistas tiveram nove chances de quebrar o adversário. Enquanto Nishikori aproveitou em cinco oportunidades, Ferrer quebrou apenas duas vezes.

O jogo foi importante para a decisão final do grupo B. Como Ferrer venceu um set, o hexacampeão do torneio, Roger Federer, já garantiu a classificação às semis antes mesmo de entrar em quadra logo mais à noite contra o britânico Andy Murray.