icons.title signature.placeholder Guilherme Gomes
13/11/2014
15:25

Primeiro asiático a disputar uma edição das Finais da ATP em toda a história, Kei Nishikori mostrou satisfação e alívio ao derrotar o espanhol David Ferrer por 2 a 1 (4-6, 6-4 e 6-1) e continuar com chances de alcançar as semifinais do torneio.

"Tenho de admitir que foi um pouco complicado descobrir uma hora antes da partida que em vez de enfrentar o (Milos) Raonic eu teria de enfrentar o Ferrer", disse o japonês sobre o fato de o canadense ter abandonado a competição devido a uma lesão muscular.

"Felizmente joguei um terceiro set quase que perfeito e fico satisfeito", disse Nishi. Ele salvou cinco break-points só no penúltimo game do terceiro set para manter o seu serviço.

Treinado pelo americano Michael Chang, ex-tenista que disputou sete edições das Finais da ATP, Nishikori, 24 anos, também é o segundo jogador mais jovem entre os oito presentes em Londres (Raonic tem 23).

Agora, ele terá de torcer para Roger Federer no jogo do suíço contra Andy Murray na noite desta quinta. Se Federer vencer um set sequer, a vaga fica com Nishikori. Já se Murray vencer Federer por 2 a 0, o britânico fica com a vaga e o japonês está eliminado