icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/11/2014
17:21

Após a eleição do Vasco, na última terça-feira, as correntes políticas do clube continuam se provocando, mas de maneira mais incisiva. Eurico Angelo Miranda, filho do presidente eleito Eurico Miranda, lembrou a atuação do Ministério Público contra o ex-atacante Edmundo. Isso depois de o ídolo vascaíno ter acusado a chapa vencedora de ter se utilizado de "mensalão".

- Engraçado ver o grande jogador de futebol Edmundo repetindo por diversas vezes o nome do Ministério Público. Gostaria de dizer que confio muito neste órgão e espero que ele consiga êxito na ação que tramita no STF e busca a prisão de quem foi condenado a mais de quatro anos de cadeia por duplo homicídio. Espero também que ele investigue a grande operação de agiotagem que envolve uma das maiores casas noturnas do Rio de Janeiro e me coloco à disposição para dar informações. Realmente ontem foi a luta do bem contra o mal, dos fiéis contra os traidores e dos fichas limpas contra os condenados. Venceram os que querem o bem, que são fiéis aos que os ajudam e que não têm crimes em sua ficha corrida. Enquanto os filhos de uns não têm nada de bom para falar do pai eu tenho o meu como ídolo e referência - postou Euriquinho, como é conhecido, através do Facebook.

No programa em que participa na TV Bandeirantes, o "Os Donos da Bola", Edmundo havia dito que participaria de forte oposição a Eurico no próximo mandato, e que o MP deveria investigar o passado do presidente eleito.

- Eles só ganharam porque lá em abril do ano passado começaram a pagar mensalidades de alguns eleitores para que votassem no Eurico. Agora cabe ao Ministério Público investigar. A partir do mês que vem essas pessoas não vão mais ser sócias. O bem tem que vencer o mal, mais cedo ou mais tarde. O mal vai estar como presidente do Vasco nos próximos três anos. Eu não podia nessa, mas na próxima eleição serei eu o candidato que vou participar diretamente da eleição do Vasco, como candidato. Não concordo com a maneira como ele (Eurico) se elegeu presidente novamente - comentou o ex-jogador na Rede Bandeirantes.

Dono de uma relação de amor e ódio com Eurico, Edmundo foi o principal cabo eleitoral de Julio Brant na chapa Sempre Vasco, que ficou na segunda posição e, com isso, ocupará 30 cadeiras (de 300) no Conselho Deliberativo. Mas o trabalho de ir contra a situação não será nada fácil, visto que, além dos 120 eleitos, o novo presidente tem grande influência sobre a outra parte da casa. São 150 natos (beneméritos e grande beneméritos).