icons.title signature.placeholder Leo Burlá
20/06/2014
21:09

O francês Jeróme Bonniere está detido em um posto policial da Fonte Nova, sob a acusação de ter vendido quatro entradas bloqueadas para uso. Segundo o Boletim de Ocorrência lavrado, o pai de Bonniere é diplomata na França, segundo informou Mauro Granardi, uma das vítimas.

Na manhã desta sexta, Mauro e sua família foram abordados pelo rapaz. Após oferecer quatro tíquetes para o jogo França x Suíça, Granardi, em um restaurante do Centro Histórico, fechou a compra por R$ 500.

Ao chegar com a mulher e as duas filhas no estádio, os bilhetes, que estavam em nome da Federação Francesa de Futebol (FFF), não passavam nas quatro catracas tentadas.

A família se dirigiu a um posto de atendimento, e conseguiu quatro bilhetes válidos. O acesso ao jogo só aconteceu no segundo tempo, mas o jovem que repassou os ingressos estava a exatas duas fileiras acima do grupo. Quando identificado, Valdira Granardi chamou um policial que convocou o francês a prestar esclarecimentos.

- O problema é que a família entregou os bilhetes para um representante da Fifa, então não pudemos autuá-lo em flagrante - explicolu o delegado William Achan.

Apenas uma investigação interna da Fifa poderá trazer à tona os por quês destes ingressos estarem invalidados, mas Valdira acredita na hipótese de que alguém pode ter entrado antes no estádio, e ter conseguido passar o bilhete para alguém que estivesse do lado de fora.

- A gente lê todo dia no jornal que não deve comprar ingressos da Copa na rua, mas acabamos errando. Foi o barato que saiu caro - lamentou Valdira.

 Após os procedimentos de rotina, Jerome Bonniere foi liberado e saiu caminhando da Fonte Nova.

- Ele é filho de diplomata. Você realmente acha que vai dar em alguma coisa? - questionou Mauro.