icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/06/2014
17:47

Após ter sido acionado judicialmente por uma dívida de aproximadamente R$4,025 milhões, o Figueirense chegou a um acordo com o goleiro Wilson e o atacante Júlio César. Os jogadores, que defenderam o Figueira nos últimos anos, tomaram medidas judiciais devido o clube, num primeiro momento, ter se negado a acertar valores pendentes.

E MAIS:
> Saiba os recordes da Seleção Brasileira nas Copas. Baixe agora!
> De contrato renovado, Tiago Volpi fala sobre as expectativas no Figueirense
> Anunciado há uma semana, reforço é apresentado no Figueirense

O arqueiro ex-alvinegro, atualmente no Vitória, conseguiu liberação do Furacão na Justiça do Trabalho em 2012, após seis anos no time. Conforme ele, o clube não pagou salários nem o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) em seus últimos três meses na equipe. Agora, o Figueirense deverá pagar 50 parcelas de R$ 25 mil reais para Wilson.

Já o atacante, que atuou pelo Figueira entre 2011 e 2012, deverá receber valores referentes a quatro meses sem receber salário e outras quantias devidas, como direitos de imagens e luvas. Atualmente no Coritiba, Júlio César receberá 111 parcelas de R$ 25 mil.