icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/07/2013
22:07

Durante a semana, a região Sul do Brasil registrou as temperaturas mais frias deste inverno. Na serra catarinense, por exemplo, os termômetros marcaram -7,7º C, e a sensação térmica foi de -32°. É se baseando neste espírito gelado que o Botafogo deve se comportar diante do Figueirense, para avançar às oitavas de final da Copa do Brasil.

Mesmo com a vantagem do empate, pois venceu no primeiro jogo, realizado há três semanas, no Rio de Janeiro, por 1 a 0, o alvinegro carioca precisa ser o mais cauteloso possível para não cometer erros. Precisa jogar, como diz um dito popular, na conta do chá. O zagueiro Bolívar não pensa em outro roteiro, que não seja de retornar ao Rio com a vaga.

- O nosso objetivo é a classificação, por tudo que vem demonstrando. O Botafogo é um time grande, e nós sabemos da nossa qualidade. Uma equipe que quando quer algo, tem que de passar por obstáculos. Temos de fazer um bom jogo — frisou o camisa 4.

FIGUEIRENSE VEM PARA O ATAQUE

Ao Figueirense, no entanto, apenas uma vitória por pelo menos dois gols de diferença interessa para que o clube se classifique. Para conseguir isso, o técnico Adilson Batista vai mandar a campo um time ofensivo, com três atacantes: Ricardinho, Ricardo Bueno e Rafael Costa.

O volante Nem confia no sucesso dessa formação ofensiva e diz que não acredita em sobrecarga no setor.

- Tudo é treinado, nada é feito por acaso, fizemos uma boa semana antes do jogo contra o Palmeiras e não atrapalha na marcação. É só cada um ajudar ali dentro e fazer o que tem que fazer — disse Nem.

O esquema foi testado e aprovado por Adilson Batista na derrota para o Palmeiras por 3 a 2, no último sábado, pela Série B. Como o Figueirense não terá nenhum desfalque, a tendência é a escalação ser repetida contra o Botafogo.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X FIGUEIRENSE

Local: Estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC)
Data/hora: 24/7/2013 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Auxiliares: Altemir Hausmann (Fifa - RS) e Marcelo Bertanha Barison (SP)

BOTAFOGO: Jefferson, Gilberto, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Lodeiro, Seedorf e Vitinho; Rafael Marques - Técnico: Oswaldo de Oliveira.

FIGUEIRENSE: Tiago Volpi, André Rocha, Thiego, Bruno Pires e Wellington Saci; Nem, Deyner e Maylson; Ricardo Bueno, Ricardinho e Rafael Costa – Técnico: Adilson Batista.





Durante a semana, a região Sul do Brasil registrou as temperaturas mais frias deste inverno. Na serra catarinense, por exemplo, os termômetros marcaram -7,7º C, e a sensação térmica foi de -32°. É se baseando neste espírito gelado que o Botafogo deve se comportar diante do Figueirense, para avançar às oitavas de final da Copa do Brasil.

Mesmo com a vantagem do empate, pois venceu no primeiro jogo, realizado há três semanas, no Rio de Janeiro, por 1 a 0, o alvinegro carioca precisa ser o mais cauteloso possível para não cometer erros. Precisa jogar, como diz um dito popular, na conta do chá. O zagueiro Bolívar não pensa em outro roteiro, que não seja de retornar ao Rio com a vaga.

- O nosso objetivo é a classificação, por tudo que vem demonstrando. O Botafogo é um time grande, e nós sabemos da nossa qualidade. Uma equipe que quando quer algo, tem que de passar por obstáculos. Temos de fazer um bom jogo — frisou o camisa 4.

FIGUEIRENSE VEM PARA O ATAQUE

Ao Figueirense, no entanto, apenas uma vitória por pelo menos dois gols de diferença interessa para que o clube se classifique. Para conseguir isso, o técnico Adilson Batista vai mandar a campo um time ofensivo, com três atacantes: Ricardinho, Ricardo Bueno e Rafael Costa.

O volante Nem confia no sucesso dessa formação ofensiva e diz que não acredita em sobrecarga no setor.

- Tudo é treinado, nada é feito por acaso, fizemos uma boa semana antes do jogo contra o Palmeiras e não atrapalha na marcação. É só cada um ajudar ali dentro e fazer o que tem que fazer — disse Nem.

O esquema foi testado e aprovado por Adilson Batista na derrota para o Palmeiras por 3 a 2, no último sábado, pela Série B. Como o Figueirense não terá nenhum desfalque, a tendência é a escalação ser repetida contra o Botafogo.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X FIGUEIRENSE

Local: Estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC)
Data/hora: 24/7/2013 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Auxiliares: Altemir Hausmann (Fifa - RS) e Marcelo Bertanha Barison (SP)

BOTAFOGO: Jefferson, Gilberto, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Lodeiro, Seedorf e Vitinho; Rafael Marques - Técnico: Oswaldo de Oliveira.

FIGUEIRENSE: Tiago Volpi, André Rocha, Thiego, Bruno Pires e Wellington Saci; Nem, Deyner e Maylson; Ricardo Bueno, Ricardinho e Rafael Costa – Técnico: Adilson Batista.