icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/04/2014
16:24

O Figueirense estreou mal no Campeonato Brasileiro: derrota pesada por 3 a 0 para o Fluminense. Parte disso se deve à ausência do goleador do time, Ricardo Bueno, que estava lesionado.

O treinador Vinícius Eutrópio tentou, no primeiro jogo do Brasileirão, manter o esquema com três atacantes que utilizou durante o Catarinense, mas, convencido de que não obteria sucesso no decorrer da partida, alterou a forma de jogar. Agora, aguarda o departamento médico para saber se terá seu atacante titular ou não, e, consequentemente, decidir como irá ao campo na próxima rodada:

- A questão do retorno dele, é difícil, pois dependo do departamento médico. A falta dele, pelo nível técnico e a postura, ele faz falta. O Lúcio, obviamente, nos ajudou nas finais do Catarinense e está nos ajudando. O Ricardo Bueno, pelo o que representa, faz a gente mudar um pouco o nosso modo de jogar, quando ele está em campo - explicou.

Eutrópio ainda disse, sem revelar nomes, que o clube procura um reforço para o ataque, para jogar pelos lados do campo. No momento, apenas Dudu e Everton Santos tem essas características de atuar nos flancos:

- Teremos o retorno do Ricardo Bueno no centro, e teremos um jogador com características de lado de campo. Só temos o Dudu e o Everton. Teremos mais opções. Já o observamos, não o indicamos, mas foi citado e avaliamos. Procuramos referências e o vimos. São as melhores indicações possíveis e ele irá nos acrescentar - falou ele.

O Figueira ganhou folga e não treinou nesta última segunda-feira. O próximo compromisso do time catarinense será contra o Bahia, no domingo, às 18h30, na Arena Barueri. O clube cumpre punição de dois jogos sem mando de campo.