icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/07/2014
18:07

A Fifa respondeu às indagações da Conmebol sobre o caso do uruguaio Luis Suárez comentando que não está em condições de intervir na punição dada ao atacante do Barcelona por conta da independência entre as esferas. De acordo com o secretário-geral da entidade, Jèrôme Valcke, todos os órgãos judiciais da entidade internacional estão em posição para distribuir punições sem que o poder executivo da Fifa intervenha.

Valcke explicou as razões pelas quais a Fifa não poderia intervir na punição dada a Suárez em carta destinada a José Luis Meiszner, secretário-geral da Conmebol, que pediu explicações à entidade internacional por conta dos quatro meses e nove jogos de suspensão ao atacante uruguaio.

Valcke reiterou, porém, que a Fifa permanece disposta a dar mais explicações à Conmebol sobre este e outros casos. A carta foi reproduzida por diversos veículos jornalísticos do Uruguai.