icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/06/2014
20:29

A Fifa bancou R$ 60,4 milhões dos R$ 71,6 milhões pagos pela produção de um filme que conta a história da entidade maior do futebol mundial. Segundo matéria do repórter Justin Parkinson, da BBC, o atual presidente, Sepp Blatter, ficou bem na fita, recebendo tratamento de herói.

Um outro detalhe: João Havelange, antecessor de Blatter, também ganhou espaço no filme, sendo representado pelo ator neozelandês Sam Neill - o mesmo que fez "Parque dos Dinossauros". Blatter, por sua vez, foi encarnado no filme pelo inglês Tim Roth, estrela de "Caes de Aluguel" e de "Pulp Fiction", do diretor Quentin Tarantino.

"Nós temos coisas em comum, vamos dizer, qualidades", teria dito Blatter, durante um encontro com o ator em um hotel.

O roteiro, segundo a BBC, sofreu interferência direta de Blatter. Curiosamente, há previsão de lançamento apenas na Sérvia. Se se pretende a exibição no resto do mundo, pelo menos até agora nada foi divulgado.

Gerard Depardieu, ator francês, também faz parte do elenco. A ele coube o papel de Jules Rimet, fundador da Fifa.