icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/11/2013
13:53

A Fifa divulgou nesta segunda-feira uma nota onde a entidade promete se colocar mais atuante na luta contra a manipulação de resultados. A Divisão de Segurança da Fifa fechou o ano com dois seminários, um na Colômbia e outro na Argélia, sobre o tema.

- As reações a respeito da manipulação de resultados são cada vez mais positivas. São cada vez mais recorrentes as denúncias, que nos chegam através de telefonemas. Poderemos falar de êxito total quando jogadores e árbitros denunciem as tentativas de contato por parte do crime organizado - afirmou Ralf Mutschke, diretor de segurança da Fifa.

Nos seminários, foram debatidas estratégias para se criar redes de informação. Neste sentido, estariam colaborando para denunciar armações representantes do mundo do futebol, da polícia, política, juntamente com administradores de loterias e sistemas de apostas.

O próximo seminário será em janeiro, na Índia. O eixo principal da ação da Fifa é a prevenção. No entanto, Ralf Mutschke contou que a dificuldade encontrada está nas leis de proteção de dados em alguns países, como a Áustria.

- A cooperação entre as autoridades judiciais e esportivas é difícil devido às leis de proteção de dados. A Federação Austríaca, por exemplo, estabeleceu bons contatos com a polícia e colabora bastante em um princípio de confiança mútua - assinalou o dirigente.